-

sábado, 1 de maio de 2021

Octopus´s Garden - Ringo queria fugir

Esta é a 5ª canção do Lado A do LP Abbey Road

a história do álbum, cenário, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 5 canções sobre Si Mesmos, na classe Sonho

                                        as demais 4 canções de mesmo Assunto e Classe, neste LINK

Atenção, canções com títulos em vermelho 

são links que levam a análises sobre elas.

5. Octopus´s Garden  (Dream Self Song by Ringo Starr

Ringo sonha com um lugar: 'Eu gostaria de estar sob o mar, no jardim do polvo, na sombra. Ele nos deixaria entrar, sabendo de onde éramos, em seu jardim, na sombra'

Olha o Ringão aí, geeente! Depois de um longo período em que via seus amigos produzindo canções e mais canções, Ringo desabrochara no ano anterior, com Don't Pass Me By, sua primeira autoral na época dos Beatles, e um ano depois, gravou sua segunda, uma composição leve, onde sonha em morar num local idílico, sem preocupações, mais especificamente sem as tensões que sentia naquela fase meio turbulenta de sua banda. Ele teve a inspiração na Sardenha usando o iate de Peter Sellers, óia que chique, justamente fugindo das tensões que culminaram com sua saída da banda, em 1968. Contei sobre o episódio aqui Back In The USSR.  Ele comeu polvo pela primeira vez na vida, e o capitão contou que os polvos iam coletando materiais sólidos no fundo do mar e faziam seu refúgio, um 
octopus's garden, e então Ringo sonhou "I'd like to be under the sea!". Ringo teve a ajuda não creditada de George nos acordes, além claro do riff de abertura inspirador e característico de uma children's song, aliás, como ela foi considerada, sendo utilizada no programa Muppets (LINK) várias vezes, e em outras instâncias do gênero.
 
 
Ringo nos presenteia com uma canção só com três versos, mas com versos longos, de 8 linhas, portanto com oportunidade para 4 rimas cada um, e com letras diferentes, obecendo ao The Beatles Way of Composing, um manual que não existe, mas parece estar instalado em suas mentes, com o mandamento "Não repetirás versos!". As vezes em que The Beatles desobedeceram ao mandamento não preenchem uma mão, entre 185 canções que criaram, incrível isso. A única repetição em Octopus´s Garden, é da dupla com o título "I'd like to be under the sea / In an octopus' garden in the shade" que abre a canção, e também fecha também os três versos, consistindo num 'quase' refrão, muito interessante, sendo que no terceiro, o "in the shade"  é trocado por "with you", aliás, rimando com "knowing what to do", boa rima, que em portugués seria considerada rica, assim como a maioria delas. Por exemplo, veja que as frases 1 e 3  cada verso apesentam rimas internas (Paul deve ter ficado orgulhoso), Ringo foi uniforme na estrutura e caprichou:
I'd like to be under the sea
verbo-substantivo
He'd let us in, knows where we've been
preposição-verbo

We would be warm below the storm
adjetivo-substantivo
Resting our head on the sea bed
substantivo-substantivo

We would shout and swim about
verbo-preposição 
Oh what joy for every girl and boy
substantivo-substantivo


Segundo George, seu companheiro Ringo fez, sem querer, uma canção cósmica, de busca de si mesmo, especialmente com a imagem do Verso 2, sonhando com um lugar tranquilo (warm), protegido das tempestades (storm) acima do nível do mar.
 
Com o começo desta canção em mãos, Ringo chegou animado para o segundo dia de ensaios no começo de 1969, e apresentou-a aos demais, juntamente com outras duas de sua lavra, mas apenas a pimeira seguiu adiante. Num glorioso 26 de janeiro, já com George de volta, de seu 'recesso' de Beatles, as câmeras capturaram para a eternidade uma sequência charmosa de cenas retratando  uma pequena mostra da gestação da canção. Ringo estava ao piano, com toda a habilidade dos 3 acordes que ele conhecia, e George chega a seu lado, e  se admira que ele aprendeu um La Menor, e ensina outros acordes tocando junto sua guitarra, e chega John (com Yoko) e vai para a bateria, e chega Paul, e o diretor do filme, mal-intencionado, corta a cena, como se o chefe tivesse chegado pra atrapalhar a brincadeira. Intriga! Na verdade, Paul pegou seu baixo e acompanhou a canção nascedoura em 8 takes! Todos gostaram da canção de Ringo, inclusive, George Martin que estava lá naquele dia! Exatos dois meses depois, ela começou a ser gravada em Abbey Road. Foram 32 takes tendo Ringo na bateria, Paul no baixo, George na guitarra solo e John na guitarra base. Ringo cantou um guia vocal, que foi perdido embaixo do vocal definitivo, três dias depois, com todos elogiando a firmeza com que cantou sua canção. No mesmo dia, acrescentou-se os backing vocals de Paule George, e os efeitos sonoros de fundo do mar. Ringo já estava orgulhoso de sua primeira canção, no Álbum Branco no ano anterior, e agora, estava próximo ao céu, de tanta felicidade! 
 
Acompanhe este LINK com a descrição de fatos sonoros a seguir, claro  imaginando cada Beatle no lugar dos membros da All Star Band de Ringo. Note a colaboraçao de todos, aprecie a introdução de George, e entra Ringo cantando solo as linhas 1 a 4 do Verso 1, dobrando o vocal nas linhas 5 e 6, onde aparece o ótimo piano de Paul, e recebendo a visita de George e de Paul harmonizando os vocais nas duas linhas finais 7 e 8. Já deve ter notado a guitarra de John firme no dedilhado dos acordes, sua especialidade desde Julia e Dear Prudence, que permanece firme ao longo de toda a canção, e também notou Paul firme no baixo, sem muitas firulas. No Verso 2, Ringo tem logo a companhia de Paul e George nos backing vocals em "ooooh"s no começo e passando a "aaaah"s em seguida, descansando na dobrada de Ringo e repetindo a harmonização final. Na sessão instrumental, George dá show no solo de guitarra, Ringo está firme no tambor da bateria, e George e Paul num "Aaaah" perfeito. O Verso 3 vem do mesmo jeito que o Verso 2, PORÉM, com o charmoso acréscimo de vocais resposta de George e Paul após as linhas 2 e 4, o primeiro com "Lies beneath the ocean waves", o último com "Happy and they're safe", e Ringo termina repetindo duas vezes a linha final "In an octopus's garden with you", após o que vem a conclusão brilhante de George na guitarra. Aliás, tudo brilhante... como os objetos que os polvos procuram para fazer seu jardim. 
 
Foi a última vez que se ouviu a voz de Ringo num disco Beatle. Os demais Beatles contribuíram nos instrumentos tradicionais e, veja bem, Ringo Starr é o ÚNICO ser humano a poder contar aos quatro ventos que teve Paul McCartney e George Harrison como vocais de apoio numa canção que ele fez!! Não é pouco!!!

5 comentários:

  1. Luiz de Oliveira1 de maio de 2021 19:17

    Sempre amei essa música

    ResponderExcluir
  2. Gracinha! É o que se pode dizer dessa canção composta por Ringo, todo orgulhoso de sua segunda composição no grupo, onde John e Paul eram os grandes autores. *”O Jardim do Polvo”* (_”Octopus Garden”_), canção infantil, ingênua e delicada, aproveitada, inclusive, como trilha sonora de episódio dos _Muppets_. Muito fofa! Como tudo seria melhor no jardim do polvo, diz a letra. 🐙

    ResponderExcluir
  3. Uma vez brincando de conversar sobre os Beatles chegamos na parte triste dos desentendimentos. Sem pensar direito falei algo assim. " A coisa estava tão feia que um deles queria largar tudo e morar no fundo do mar com os polvos. " Os amigos perguntar se o motivo da musica tinha sido exatamente por esse motivo. Eu fiquei rindo. Claro que não, eu tinha inventado aquilo.
    Algum tempo depois soube que tinha inventado corretamente. Tinha captado não sei como. Ainda não sabia da história das férias.

    Mas penso que os polvos não o receberiam. Como é que ele chama de amigos aqueles que ele come? Comeu o bichinho e resolve pedir asilo na casa dos pais da vítima? Ou dos filhos da vítima?
    Ainda acho que falta o mais importante nessa história. Algo aconteceu a ele depois de ter comigo sem nem mesmo ter pedido por aquilo. Ele fez outro pedido e trouxeram polvo. Ele deve ter perdido perdão ao amiguinho.
    Bom lembrar que naquele tempo ele ainda não era vegetariano. Sempre bom lembrar que hoje ele é vegetariano. E os polvos o receberiam com festa e alegria. Eles poderiam cantar e dançar "around..."

    A música é deliciosa e virou clássica cantanda com alegria pelas crinças, nas escolas e até no Muppet Show, como a Vera já comentou.

    Mas...eu não sabia quase nada sobre sua gravação, sobre os detalhes todos que Homero acabou de nos dar. Obrigada Homero. Me sinto mais rica.

    ResponderExcluir
  4. Uma das melhores músicas de Abbey road

    ResponderExcluir