-

sexta-feira, 30 de abril de 2010

100 mais nem menos


Deu na Intranet ..

A Petrobras está entre as marcas mais valiosas do mundo, segundo o ranking “2010 BrandZ Top 100”, da Millward Brown Optimor. A companhia estréia na 73ª posição, com sua marca avaliada em US$ 9,7 bilhões. É a marca brasileira com melhor colocação no ranking. Na frente, continua o Google, marca avaliada em US$ 114,3 bilhões (alta de 14% sobre um ano antes). Além da petrolífera, o Brasil tem apenas mais um representante na lista, o Bradesco.

Então, tô bem representado. Petrobras e Bradesco fazem parte de minha vida há quase 30 anos.

Fui ver a lista toda desta 5ª edição do prêmio.

Listo a primeira de cada categoria, e algumas outras.
1ª  Tecnologia: Google (seguidinha de IBM, Apple e Microsoft, e ainda HP, Blackberry, Oracle, SAP)
5ª  Bebidas: Coca Cola (e depois Budweiser, Pepsi, Red Bull)
6ª  Fast food: McDonalds (e tem Subway)
7ª  Cigarros: Marlboro  (e só)
8ª  Telefonia: China Mobile (tem Vodafone, Verizon, AT&T, Orange)
9ª  Conglomerados: G&E (e tem Siemens)
13ª Varejista: Walmart (tem também Amazon, Tesco, Carrefour, Home Depot, Target)
18ª Bandeira: VISA (e Amex e Mastercard)
23ª Banco: ICBChina (com HSBC e + 2 chineses no pé, Santander, BofA, Chase, ,,,,,, Bradesco)
25ª Carros: BMW (Toyota logo ali, e Honda, Porsche e Mercedes)
28ª Produtos pessoais: Gillette (e depois, Colgate, L'Oreal e Avon)
29ª Vestuário: Louis Vuiton (e tem Nike e Zara e Hermes e Gucci)
32ª Video game: Nintendo  (e só)
33ª Fraldas: Pampers (HeHeHe) - não sei em que categoria devia considerar
34ª Petróleo: BP, mas deve despencar (e tem Exxonmobil, Shell, PetroChina, Petrobras).
41ª Media: Disney (e só, aparentemente)

Não devo ter esgotado, mais falei quase todas que eu conhecia.

Tem muitas outras, chinesas e indianas, mas que eu nunca ouvi falar, às vezes nem entendi o nome. Não sei os critérios para cálculo do valor da marca, mas dentre eles deve estar o número de pessoas que a conhecem, e daí, é certo que o peso de mais de um terço da população mundial deve influenciar o resultado.

A marca Petrobras tem desempenho bem inferior que a empresa Petrobras, 5ª em lucro 2009, 9ª em valor de mercado, 18ª no conjunto (quando se incluem vendas e ativos) na lista da Forbes. Interessante que esses últimos, ou a ausência deles, fazem as empresas de tecnologia e software, que são top nas marcas, despencarem no mundo real, tangível, sólido, dos indicadores financeiros, com a primeira delas, a IBM, aparecendo na posição 33. Se você for verificar a lista da Forbes, pode procurar na lista das 100 maiores que não vai achar, por exemplo, o Google.

Aliás, sabe onde achar a lista?

Procure no Google!!!!

Abraço

Homero Classificando Ventura

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Sem notícias .....

Oi, Boechat, sei que escrevo muito e às vezes não dá pra ler tudo. Sou prolixo, enfim...

É que tenho mandado algumas coisas que achei líquido e certo que iria comentá-la, ainda que não no ar, mas nesses tão simpáticos emails de feedback

São eles:
  1. a foto que tirei do Congresso com aquele gesto pouco educado,
  2. e a situação do Bota no Rego, que achei que iria imediatamente para o Simão.

Você chegou a ler?

Grande abraço e continue nos informando, mesmo às vezes com cara de gueixa (HeHeHe)

Homero Enchendo o Saco Ventura

Rio de Janeiro

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Bota no Rego

Calma, não é uq parece!!!!
 

Estava eu a fazer compras no Prezunic, quando deparei-me com um certo azeite extra-virgem português que, ao ser comprado, dava como brinde um DVD 
Roberto Leal & Amigos - 
De Jorge Amado a Pessoa, ao vivo no Casino Estoril
 
Pensei imediatamente em minha sogra, adquiri a iguaria, e recolhi o prêmio.
 
Trata-se de um show de janeiro de 2004, onde Roberto Leal recebe amigos, d'cá e d'lá, para cantar junto com ele, dentre eles, Martinho da Vila, Daniel, Elba Ramalho, Joanna, Carlinhos Brown e outros.
 
Não preciso contar pra vocês que foi um sucesso danado. Minha sogra ouviu já uma vez, e pediu outra, e mais uma. E ela ouve batendo palminhas. Presentão!
 
Agora, preciso contar que até mesmo este gajo daqui gostou do gajo de lá.
 
É uma grande produção com banda e orquestra, além de grupos lus'tánosh  que aparecem em algumas canções para acompanhá-lo, com destaque para um impressionante conjunto de mais de 50 violões e bandolins a tocar em uníssono.
 
A voz de Roberto Leal é aveludada, ele continua muito afinado e firme, e o sotaque português, depois de 475 anos morando no Brasil, está bem atenuado. Ao contrário da apresentadora, que o apresenta deveras carregado!
 
Canta-se o samba, o vira, o chote, o chula, o romântico.
 
O show termina com um 'Jesus Cristo' cantado em leve ritmo português, acompanhado pelas 'milhares' de pessoas que estiveram no palco, dançando o três pra lá, três pra cá, uma gracinha!!!
 
Concluindo, e antes de explicar o purq do título, eu recomendo, não somente às sogras e vovós, mas às pessoas sensíveis que gostam de uma música leve e romântica. Pode parecer brega, mas é legal!! Que John & George me perdoem!
 
Agora, ao motivo do aparente impropério do Assunto: logo antes do fim, um dos pontos altos é a presença de passistas de uma escola de samba portuguesa, a acompanhar Roberto Leal cantando (é uma)'Casa Portuguesa'(com certeza!). Outra gracinha, muito legal mesmo.
 
O que nos estranha, a nós, do lado d'cá do Atlântico, é o nome da escola de samba:
 
GRUPO RECREATIVO 
ESCOLA DE SAMBA BOTA NO REGO
 
E depois reclamam quando nos rimos de nossas diferenças.
 
Ao menos, se juntar o nome da escola, com o motivo que levou-me a saber de sua existência, um azeite extra-virgem, quem sabe encontra-se uma curr'lação!!!

Em verdade, ao ver o cartaz da escola, onde aparece uma bota, no lugar da palavra 'BOTA', chego à conclusão que na verdade, 'BOTA NO REGO'  pode querer dizer 'PONTAPÉ NA BUNDA'.

Magnífico!!!
 
Um abraço
 
Homero Falando da T'rrinha Ventura

domingo, 25 de abril de 2010

Neymar e os $$$

Neymar sofreu hoje: levou pisão, canelada (com pênalti não marcado), corte na mão e dedo no olho (dele mesmo)! Com a visão embaçada, não voltou pro segundo tempo, mas seu substituto mandou muito bem, fazendo o primeiro gol (e dando um passe de calcanhar, ao mesmo tempo milimétrico e quilométrico no segundo), e um volante apareceu como elemento surpresa (clichê do futebol) fazendo dois gols. Foi confirmado que o Santos não é um time de apenas um ou dois jogadores. Pena que diminuímos a média de gols por jogo (brincadeira...)

Agora  as finança$ de  Neymar, que vão bem, obrigado. A maioria pensa que ele surgiu agora, do nada. Quem entende de futebol, já tem visto o rapaz há um tempo aparecendo, jogando bem uns jogos, outros não, ficando até no banco.

Agora, pouquíssimos sabem que muita água já rolou..... vai anotando:
  • Neymar já ganha salário de 20 mil reais do Santos desde que tinha 13 anos, aliás, não ele, mas o pai, pois ele era bem 'dimenó';
  • Com 14 anos, o empresário o levou pra fazer testes no Real Madrid;
  • Na volta, para segurá-lo, o Santos botou 2 milhões de reais no bolso dele, e mais 5 mil por mês;
  • Naquela época mesmo, uma empresa pagou 5,5 milhões de reais por 40% de seus direitos federativos, whatever it means;
  • Há um tempo, ele recebe 150 mil dólares por ano da Nike, que subirão a 500 milse for pra seleção, e 1,2 milhões de dólares se for transferido pra Europa.
  • Há dois meses, logo após a vitória sobre o Corinthians, fez seu primeiro contrato profissional (quando virou 'dimaió'), com salário de 180 mil reaispor mês e 500 mil reais de luvas por ano;
  • E, junto, uma multa rescisória de 35 milhões de euros, que certamente será paga por algum clube em agosto, infelizmente, com prioridade para o Manchester City, parte do contrato de cessão de Robinho.
  • E o Paulo Henrique Ganso tem um contrato parecido, com $cifras$  um pouco inferiores.

A revista Placar, especializada em futebol, que completa 40 anos, conta essa história milionária. E faz a comparação com a de Pelé, que ganhou, na época em que assombrou o mundo em sua primeira Copa, aos 17 anos, uma Romiseta (alguém lembra o que era?). 

Fantástica!

Homero Contando Dinheiro Ventura

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Brasília, 50 anos

Gosto de celebrar aniversários importantes, que eu batizei de Entaniversários, em mensagem de 2008. Tenho feito isso com vários eventos beatle, que completaram 40 anos, inclusive uma não-celebração do fim da carreira deles. Já comecei algumas celebrações de 50 anos, como o dia em que Paul e John se encontraram, em julho de 1958, e também do 'dia em que a música morreu', em fevereiro de 1959, na verdade outra não-celebração, do passamento trágico de Buddy Holly. 

Agora, Brasília chega à marca de meio século. Algo a celebrar? Não vou começar a listar aqui os poucos fatos positivos (devem encher os dedos de uma, no máximo, duas mãos) e os muitos fatos negativos que aconteceram nessa história (talvez necessitando as patinhas de 1.000 centopéias).

Apenas concluo pela não-celebração.






Que todos eles daquelas casas de tolerância tenham vida curta!

Abraço


Homero Desaniversariando Ventura


** apesar de o adjetivo 'razoável' ter sido colocado ironicamente, afinal, é uma coisa verdadeiramente notável o que o Roberto Carlos fez, o feito está longe do número dos Beatles, que venderam 1,5 Bilhão de discos (dado Guinness), por obras geradas em 7,5 anos de carreira, o que dá uma colossal média de 200.000.000 discos por ano ou, em outras palavras, 2 Roberto Carlos por ano!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

É Fantástico! (Ou seria com S?)

Sou um cara tradicional, que vê todos os futebóis possíveis do domingo e depois aguenta o Fantástico. O principal é esperar a a hora dos gols, num quadro fantasticamente elaborado por Tadeu Schmidt, e uma ou outra reportagem jornalística, que é a razão da criação do programa, 45 anos atrás. O verbo 'aguentar' é porque sempre aparece um quadro irritante ou dispensável.

Ontem, valeu a pena, houve pinturas de todos os matizes.
  1. Tadeu Schmidt é um show, pois não se limita a mostrar os gols, mas dá uma panorâmica dos jogos principais. O Santástico (aqui, o 'S' lá do Assunto), por exemplo, teria sido prejudicado se fossem apenas mostrados os três gols, pois o primeiro foi com a mão, apesar de Neymar ter sido empurrado na pequena área, pênalti evidente (os deuses do futebol escrevendo certo por linhas tortas), e o segundo foi um pênalti cavado pelo mesmo Neymar (ah, como eu gosto quando ele faz paradinha sobre o Rogério Ceni, que reclama, mas ele mesmo é mestre nisso, bem ressaltou o próprio Tadeu Schmidt da outra vez, no primeiro turno). Não, ele vai a fundo, e comenta que o SeleSantos jogou sempre na frente, apesar de até poder perder, mostrou um passe mágico de Neymar para Robinho no primeiro tempo, e uma jogada do Robinho no segundo, digna de almanaque. (veja aqui os melhores momentos desse jogão). Além é claro, da caricatura do Dunga, hilariante. Ainda no futebol, parabéns ao Botafogo campeão, que causou, segundo os tordedores, mais um dilúvio na cidade, com o chororô dos flamenguistas. Como é que esse time me perde para o Santa Cruz, lá da quinta divisão nacional, e desperdiça uma chance de entrentar o Santos, lá na frente na Copa do Brasil? Parabéns ao Internacional, que virou espetacularmente sobre os machos de Pelotas; parabéns ao Coritiba campeão, embora não quisesse que aquela torcida violenta tivesse alguma alegria este ano; e meus pêsames ao Cruzeiro que desligou ontem, no Mineirão, foi dominado pelo Ipatinga, que merecia até mesmo uma goleada, pelo que o próprio Tadeu Schmidt mostrou. Ao menos, o Atlético escapou de tomar de seis na final;
  2. Teve uma boa reportagem sobre o vulcão com nome impronunciável, Eyjafjallajokull, tanto que eles até fizeram uma brincadeira sobre isso. Acho que se aparecesse um vulcão por aqui, eu o batizaria de Mané, e se pudesse escolher, o colocaria nos arredores de Brasília. Muito legal a história do boeing que entrou numa dessas nuvens de zinzas anos atrás, e teve que planar por 15 minutos com as turbinas entupidas, que foi, aliás, o fato que originou o temor e o conseqüente fechamento geral do tráfego aéreo. E lembrei-me que a Islândia é o ponto mais próximo do centro da Terra, já que foi por lá que Dr. Otto Lidenbrock, seu valente sobrinho Axel e o guia Hans embarcaram nesse sonho, segundo o maravilhoso Júlio Verne, genial a ponto de saber que lá  lá está o único ponto onde a cordilheira meso-atlântica aflora, como me disse um amigo geólogo.
  3. Agora, o ponto fraco: apesar de apresentado pelo ótimo Max Gehringer, não tenho o menor interesse em ficar ouvindo problemas de gente comum sendo discutidos e mediados por um conciliador ( nomedo quadro), mesmo concordando ser uma boa idéia a justiça oferecer esse serviço. Antes, houve aquela família controlando as contas e os problemas de condomínio. Tenho mais o que fazer!
  4. Finalmente, a reportagem principal, chocante, absurda, difícil de acreditar: as 'parcerias' entre gente que se chama médicos e outra gente que se chama farmacêuticos, que dão comissões àqueles sobre o valor de receitas de manipulação aos primeiros encaminhadas. Na verdade, não são parceiros, são comparsas. Que coisa ridícula!  Que cinismo das pessoas falando assim abertamente do esquema, de como burlar o Fisco, de como ministrar dois remédios proibidos, mudando o nome dos pacientes. Como podem enganar assima os pacientes. Agora vejo que a idéia da Renata em seu Calendário das Virtudes se estende facilmente a outras camadas da população. Quando ela diz que é hora de os filhos ensinarem os pais, pensava aplicar-se às camadas menos favorecidas da população, que não têm educação dentro de casa, casais desestruturados, situações de bebida, mas não. Aquela gente mostrada na reportagem é o que se chama de 'gente de bem', estudaram em escolas, formaram-se médicos e farmacêuticos, e fazem aquilo sem o menor pudor! Que serviço prestou o Fantástico nessa denúncia.Nem sei como consegui dormir depois. 
Talvez por isso tenha dormido pouco e acordado para escrever (claro que fui ajudado por uma coliquinha básica).

Abraço

Homero Revoltado Ventura

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Calendário das Virtudes

Renata procura divulgar suas idéias (vou continuar usando acento até ser proibido) com as ferramentas disponíveis na rede. A mais bem sucedida delas, que foi criada no final do ano passado, é chamada 'Calendário das Virtudes', e incentiva o desenvolvimento de valores morais.


Dentre os primeiros assinantes, estava uma jornalista da Revista Profissão Mestre, que entrou em contato com a Renata e fez uma entrevista (se tiver interesse, está aí embaixo). A revista Profissão Mestre é editada em Curitiba e distribuída nacionalmente.


Ela não é vendida em bancas, mas tem assinatura e é enviada para instituições ligadas à área de educação.


A reportagem saiu nesta edição de abril, que a jornalista nos enviou pelo correio. Ainda não saiu a edição digital, então não posso anexar a reportagem em si.


Ela não ficou tão grande como a jornalista queria, mas dividiu um simpático espaço entre duas outras iniciativas, de sala de aula, numa reportagem de duas páginas com o título 'Ensinando a Viver'. Chique, não?


Se quiser conhecer, e quem sabe, juntar-se ao grupo, eis o link!
(o site está fora do ar, para Renata dedicar-se a seu primeiro livro)


Abraço


Homero Sem O Que Dizer Ventura
___________________________



E qual é a sua profissão?
Sou formada em jornalismo. Atualmente, sou escritora. Vou terminar o último capítulo do meu primeiro livro hoje (já terminou!!).! Ele é de ficção, num universo mágico, mas tem tudo a ver com a formação de uma pessoa de bem. Fala das dificuldades que temos em dominar as nossas tendências para o mal.


A idéia para o Calendário surgiu alguns meses atrás, como um projeto individual meu. Eu sempre quis evoluir como pessoa, e via que tinha muitos defeitos para corrigir. Mas chegava o fim do dia, e eu percebia que não tinha corrigido nenhum deles; que, inclusive, havia esquecido do meu compromisso durante o dia.
Daí veio a idéia do jogo. Inicialmente, era um jogo para mim mesma. Eu criei um calendário no Excell e, nele, comecei a anotar todos os meus erros e os meus acertos durante o dia. Para cada um deles, eu passei a atribuir uma pontuação. Pontos positivos para acertos; pontos negativos para erros.
Logo percebi que o jogo funcionava. Por causa do jogo, comecei a prestar mais atenção em todas as minhas ações e meus pensamentos, porque precisaria pontuá-los no final do dia. Me tornei uma pessoa mais vigilante.
Então pensei: Por que não abrir este jogo para quem, como eu, quisesse evoluir como pessoa? Foi daí que surgiu a idéia para o site.
 
2. Qual a função do calendário? Como é que ele funciona?
O Calendário das Virtudes é um jogo pessoal e coletivo ao mesmo tempo. Pessoal porque o jogador joga contra si mesmo. Não é uma competição entre participantes. O grande adversário é a própria pessoa. O jogador precisa vencer de si mesmo para vencer no jogo – e na vida.
É também um jogo coletivo porque, pelo site, no espaço reservado para o Blog pessoal de cada um, os participantes podem compartilhar suas experiências, suas frustrações, suas vitórias e derrotas durante o dia. E assim receber apoio, conselhos, dicas dos outros participantes.
  
3. Como tem sido o acesso?  
Em poucas semanas, o site já se tornou uma verdadeira comunidade, de pessoas querendo se ajudar, para evoluirem juntas. Somos já mais de 100 participantes (agora já tem 200). Tem sido uma troca verdadeiramente edificante para nós.
Muitos participantes já me escreveram dizendo que estão conseguindo se controlar mais durante o dia, estão se sentindo mais felizes, mais seguros. Outros usam o site para compartilhar seus problemas e dúvidas, e recebem conselhos e dicas de seus novos amigos virtuais, que os fazem ter vontade de perseverar.

4. Você sabe se tem professores que já aderiram ao calendário?

Não tenho certeza… mas o site está apenas no começo. Criei o Calendário no final de Dezembro. Tem pouco mais de um mês de vida. (agora já tem, vários, e bem dedicados)


5. Você acha que o calendário pode ser utilizado como uma ferramenta para formar pessoas de bem em sala de aula? Sugestões?
Com certeza. O aspecto lúdico é muito importante na formação de uma criança, e tenho certeza que, se criassem um jogo desse tipo nas séries menos avançadas, os alunos adeririam. Principalmente se os professores jogassem também. Poderia ser um fator de união entre os alunos e os professores, se fosse tratado de forma correta: sem competição. O jogador deve jogar contra si mesmo. Não acredito que colocar um aluno contra o outro seja a solução em qualquer jogo. Muito menos neste, que depende da sinceridade do aluno para que os pontos sejam contados corretamente.
Eu sugeriria que a pontuação fosse mantida em segredo, e que os alunos fossem incentivados a escreverem um diário pessoal, onde anotariam seus pensamentos, suas dificuldades, suas vitórias. No final do mês, os alunos seriam incentivados a submeter um pensamento, ou uma experiência, em formato de redação (anônima) para ser discutido em sala de aula, pelos alunos. Seria a oportunidade para o professor conversar com os alunos sobre ética, moral, cidadania, respeito, tolerância, paciência, humildade e tantas outras qualidades que uma pessoa de bem deve ter. 
Quando se trata de reformar a educação, sempre enfatizam a falta de professores, ou a qualidade do ensino de matemática, ou de como o brasileiro não sabe escrever direito. NUNCA pensam no aspecto moral. De que adianta termos brasileiros intelectualmente brilhantes, se não temos brasileiros de bem? Os políticos corruptos todos tiveram educação, e nem por isso, ela os impediu de se tornarem criminosos.
Nós assistimos ao noticiário, aos crimes, às falcatruas, e nos perguntamos: O que está errado no Brasil? Eu respondo: a educação. O brasileiro se acostumou à malandragem, a dar um jeitinho, a passar a perna nos outros. Isso tem que mudar, mas só mudará com uma educação voltada para a formação de uma pessoa de bem. Quando o BEM for uma qualidade exaltada desde a infância. Quando estudarmos mais sobre heróis do bem, como Gandhi e Martin Luther King, do que sobre conquistadores, como César e Napoleão.
 
6. Não sei se você tem filhos, se eles estão na escola, se tem alguma informação sobre o assunto, mas queria saber de ti se você acha que a educação de valores deve ser mais uma responsabilidade da família mesmo ou a escola também deve cumprir esse papel.
A formação de uma pessoa de bem deve ser um dever tanto da família, quanto da escola. No entanto, nos tempos em que vivemos, para começarmos realmente uma revolução na educação da pessoa de bem, a escola precisa tomar a dianteira. Não adianta impormos aos pais a responsabilidade de educar uma criança moralmente se eles mesmos não tiveram este tipo de educação. Como estamos agora, os pais precisam ser educados pelos filhos.
O Calendário das Virtudes pode funcionar em casa também, como um jogo de família. Funcionaria como uma maneira de unir pais e filhos em um objetivo comum. Cada um manteria seu calendário particular, com sua contagem de pontos pessoal e secreta. No fim da noite, pais e filhos se reuniriam após o jantar para discutirem as vitórias e derrotas do dia. Seria uma maneira lúdica de fazer as crianças começarem a ter o prazer de compartilhar suas dúvidas, dificuldades e frustrações com os pais. Acho que as escolas poderiam incentivar este tipo de jogo em família.
(Não tenho filhos ainda. Mas estudo muito sobre educação. O assunto me interessa sobremaneira. Sempre tive o sonho de escrever um livro sobre isso.)


7. Qual a virtude que é mais difícil de alcançar? Não só na sua vida pessoal, mas também em relação aos usuários, não sei se você já percebeu isso pelos usuários, se tem alguma virtude que é mais complicada.
Pelo que pude perceber, a virtude mais difícil de alcançar tem sido a paciência. E o vicio mais difícil de combater, a maledicência. Estamos acostumados a falarmos mal uns dos outros. É a cultura da fofoca, basicamente. Extremamente difícil se livrar deste vício. Falar mal da vizinha, do amigo, do chefe... como se nós mesmos não tivéssemos defeitos, às vezes ainda piores do que os que criticamos nos outros.
8. Diz pra gente como acessar, dá o link direitinho, que aí eu ponho na matéria.
Para entrar no jogo, é só acessar o site http://www.calendariodasvirtudes.ning.com/  e fazer o login. Assim, você se torna um membro, ganha uma página pessoal, como no Orkut, e pode escrever seu próprio blog, enviar vídeos, fotos, musicas, criar grupos específicos, mandar mensagens para os outros membros e comentar no blog dos outros!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Quase unanimidade

Está virando uma idéia fixa.


  1. entre os monstros do passado, Romário, Zico, Rivelino, Clodoaldo, Carlos Alberto, Pelé (mas esse não conta);
  2. entre os comentaristas, Renato Maurício Prado, Fernando Calazans, Luiz Mendes, Caio Ribeiro, Júnior (ih! é jogador também), e até o informal Jô Soares;
  3. entre os torcedores, bem, do Santos, não há dúvida, mas tenho certeza que muitos de outros times também;
  4. entre os treinadores, Dorival Júnior, Leão, Luxemburgo, Muricy.
Todos falam: Neymar na Seleção ... agora, já na Copa!


E, se todo mundo diz isso, especialmente os do último grupo, aí mesmo é que Dunga não leva.


E ele está respaldado pelo passado: o último técnico de seleção gaúcho e turrão (será pleonasmo?) que bateu o pé, e não levou um jogador que todos queriam para uma Copa, foi Scolari, em 2002, que não levou Romário. E ganhou a Copa!


Aí é que Dunga não leva mesmo!


Pra mim, está bom, ele vai ficando por aqui, fazendo gols e dando passes maravilhosos para os outros fazerem...


O problema é que, se essa gente quer Neymar, na Seleção, o Real Madrid e o Milan também querem Neymar, no time deles.


Vai ser difícil segurar!


No meio dessa polêmica toda, o que aconteceu ontem? Neymar fez 5 gols na vitória de 8x1 do Santos sobre o Guarani, que não havia levado nenhum gol, em jogo de oitavas de final da Copa do Brasil. Veja neste link.


Nada demais.

Homero Aguardando Um Título Ventura

P.S. Em tempo, Parreira não quer Neymar na Seleção!! Huuuummmm!!!!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ainda nadando de braçada ...

Apenas para apresentrar uma constatação, de um grande amigo, em ambos os sentidos, também grandemente santista:
"Veja que merda esse modelo híbrido tupiniquim de pontos corridos com mata-mata.  Com a vitória de hoje, o Santos chega aos 50 pontos e não pode ser mais ser alcançado por qualquer equipe. Logo, dever-se-ia encerrar o campeonato e conceder ao Peixe o título de campeão..."
... e também grandemente bom escritor ... essa mesóclise absolutamente correta diz tudo!


Como a regra não é essa, seguimos na luta, agora com uma ótima vantagem, podendo perder pela contagem mínima em casa!


O jogo não foi brilhante, fomos até ajudados por um gol contra, o São Paulo foi valente, conseguiu empatar jogando com um a menos, mas sucumbiu numa falha de seu goleiro.


E, não fosse por mais nada, só o passe que Neymar deu para André no segundo gol já valeu o ingresso. Bem marcado, meteu de três dedos, milimétrico. Obra-prima!!

Veja neste link!

Homero Guelras A Mil Ventura

Menos que 10%

Boechat, trabalhei um tempo no mesmo prédio que o IBGE, aqui no Rio, e me intriguei com uns cartazes sobre o censo, de como deveríamos abrir a porta ao recenseador, etc.
Aí, perguntei à minha comunidade se a pessoa ou alguém de seu conhecimento, parente OU APENAS CONHECIDO, havia sido 'pesquisado' por QUALQUER desses Institutos da vida, sobre QUALQUER assunto, eleição, censo efetivo, ou meramente opinião.

E o resultado foi aquele ali de cima.

Bem, sobre o desejo de porrada entre políticos, tô contigo, mesmo me sentindo enojado, especialmente com episódios como o dos aloprados, que caracteriza a campanha suja.

Abraço

Homero Ventura
Rio

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Rindo de Mim é Top 100

http://www.laboratoriopop.com.br/top100.php?pagina=9&msg=enviada

No link acima, você encontra uma oportunidade de conhecer as 100 melhores músicas lançadas em 2009,

E, pasme, 'Rindo de Mim', do Los Bife, está entre elas!!!

Heeeee!!!

É a número 99! Heeeeeee!!!

A seleção inicial foi técnica e foi feita assim, segundo o site:

Durante três meses, 12 críticos e jornalistas do LABORATÓRIO POP ouviram 732 músicas lançadas em 2009 para formar o Top 100 que você conhece agora. Boa parte delas você poderá ouvir em streaming, outras apenas 30 segundos, algumas não foram autorizadas. Mas decerto estamos diante do primeiro ranking nacional que se pauta pela canção e não pelo nome do artista. Independentes e medalhões do pop estão misturados. Agora é com você.
Independentes e medalhões do pop estão misturados.
1) Independentes e medalhões do pop estão misturados.
Levando em conta que entre as 100, há canções de medalhões como Caetano Veloso, Moraes Moreira, Arnaldo Antunes, Nando Reis, Pedro Mariano, capital Inicial, Maria Gadú, Bebel Gilberto, Titãs, Ed Motta, Erasmo Carlos, Mutantes, Rita Lee, Pitty, Otto, Leoni, Paralamas do Sucesso e também merdalhões como Detonautas e Charlie Brown, quero crer que outros medalhinhas podem estar atrás do Los Bife, entre as 632 restantes, que não foram informadas, o que é uma coisa interessante!

2) Agora é com você.
O que quer dizer que há uma seleção popular!
Nem sei o que significa, mas já votei!
O link já joga você na página 9, e 'Rindo de Mim'é a 99, na base da página!!!
Você pode ler o que escreveram sobre Los Bife (bem legal e justo).
Se quiser votar, marque lá, de preferência, no 'Ex' da caixinha laranja, de 'Excelente' e informe o seu email.
Neste caso (é sempre um diferente do outro), o site mandará uma mensagem para o email informado, para você poder confirmar o voto.Só então o voto é contado!Ou seja, não dá para fazer como alguns amigos fizeram no concurso do Franz Ferdinand, de sair lançando emails da sua lista, sem avisar o dono. Quer dizer, até dá pra fazer, mas o cara vai levar um susto!
Pode não levar a nada, mas é mais uma oportunidade de divulgação...
... que eu não perco, por nada!!!!


3) Rindo de Mim ao vivo!
Não, isto não está escrito namensagem do site.
Apenas sou eu dizendo que há uma oportunidade de se ouvi-la e a outras canções ao vivo nesta terça-feira dia 13 de abril, naquele mesmo festival, na Lapa, que foi adiado por causa do dilúvio no Rio de Janeiro.


Caso esteja no Rio e possa ir, me avise.


Grande abraço

Homero Feliz por Divulgar Ventura

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Noé Possível

Hoje foi o dia das histórias do dilúvio, do onde-eu-estava-quando-o-mundo-caiu, do quanto-tempo-levei-pra-chegar-em-casa, por-onde-fui, do tive-que-andar-na-contra-mão, do dormi-no-carro, ou no-trabalho, e outras quetais. Felizmente, no meu ambiente, nenhuma caso mais triste ou estarrecedor como a de muitos outros, das classes menos favorecidas, histórias que a gente vê na televisão.

E vêm os invevitáveis comentários do quanto estamos longe de ficar em condições de receber eventos da magnitude dos que nos agraciaram recentemente. E não só pelo caos na locomoção. Dá pra imaginar o estádio da final da Copa do Mundo com o gramado naquele estado que ficou, os vestiários inundados, ou ainda o ginásio das disputas de vôlei das Olimíadas com seu piso destruído?


Haja infraestrutura a corrigir!

Haja comportamento a mudar!

A infraestrutura é problema da municipalidade, não precisa dizer que o dimensionamento das galerias de escoamento é incompatível com o tamanho que a cidade ficou, mas isso demanda investimento, planejamento, vontade política, e continuidade de um governo para o outro. Desconte-se que a quantidade de água, nos montantes torrenciais que desabaram sobre o grande Rio nos últimos dias seria um desafio para os melhores sistemas de escoamento do mundo. Nunca se viu a Lagoa ampliando sua área daquele jeito, estendendo suas águas até os prédios. Espantoso foi ver a repórter de pedalinho por sobre o parque. Aliás, estranhou-se a ausência dos peixes no meio da rua, e eu lembrei que morreram todos, naquele desastre ecológico de semanas atrás.

Entretanto, é certo que teríamos menos caos se os governos anteriores tivessem feito o dever de casa. Aliás, falando em governos anteriores, e já pulando para a estadualidade, a coisa remonta a muito tempo, da época do finado Brizola, que fechou os olhos à expansão das hoje suavemente denominadas 'comunidades'. Ele optou conscientemente por não combatê-la, foi política de (des)governo, e agora é isso que aí está, encostas indevidamente ocupadas, populações em risco, e o atual governo culpando os mortos por morarem mal enquanto viviam, até antes de ontem. Neste momento em que escrevo, vejo na TV mais um deslizamento em Niterói, mais uma tragédia...


Se infraestrutura é problema de governo, comportamento é problema nosso mesmo. Nós somos, basicamente, porcos inconscientes. Quer dizer, tenho o direito de excluir-me dessa lista! Criticaram o prefeito quando usou esse adjetivo para referir-se ao povo, mas é a límpida e triste verdade! Diz a Bíblia que o dilúvio veio porque Deus decidiu destruir o mundo por causa da perversidade humana. No nosso caso, o dilúvio veio para punir nossa sujeira, o lixo que é jogado nas ruas, que entope os bueiros. Ironia do destino, ou parte do plano divino, o lixo estava ainda nas ruas quando o dilúvio veio: segunda-feira era o dia da coleta principal, mas a chuva veio antes.

Vê se esse acúmulo de sujeira acontece no primeiro mundo?!  Quando morei em Houston, nunca vi nem de perto o que acontece aqui. Bem, talvez ajude a punição que os pigs de lá recebem ao fazerem porcarias. Nunca me esqueço do que aconteceu com uma amiga brasileira. Ela dirigia seu carro tranquilamente, com o vidro aberto  (lá, pode-se andar assim!), o braço pra fora, fumando seu cigarrinho, passou um tempo e ouviu aquela sirenezinha (uéu!), viu aquelas luzinhas brilhantes pelo retrovisor, parou o carro e, segura de si, perguntou o que estava fazendo de errado, já que dirigia muito devagar, e ele, enquanto preenchia a multa, sem levantar os olhos para ela, disse: “A senhora estava fumando até agora há pouco, e agora não está mais? Pois é, eu vi a senhora jogar o cigarro no chão, ali atrás!”. A amiga, muda, sem defesa, ouviu: “Aqui está, infração grave, 300 dólares (!!), e nem adianta recorrer!”. Adivinha se ela até não deixou de fumar, depois daquela. É por essa e outras, que o povo é educado, na marra, e a cidade é limpa. Falta isso por aqui: punição exemplar.

Muita água tem que rolar, espero que pelos caminhos corretos.

Abraço.

Homero Não É Possível Ventura

Peixe morrer na praia? Sai pra lá!

O Santos chegou ao fim da fase classificatória do Campeonato Paulista!

(*) No caso presente, em que o campeonato foi disputado em turno único até a fase final, até que o esquema de finais não é tão injusto assim. Afinal, um time pode ter-se beneficiado por escolhas adequadas de mando de campo.  Agora, se a coisa é em dois turnos, não há como negar a justiça do esquema.
  • Foi o primeiro colocado com 47 pontos,
  • 10 à frente do segundo lugar,
  • venceu os outros três semi-finalistas, 
  • 3x1 no Santo André; 5x0 no Grêmio Prudente; 2x1 no São Paulo
  • veja bem .. Corinthians e Palmeiras fora!!!!
  • marcou 61 gols, de todos os jeitos, em 19 jogos,
  • com as mais bem-humoradas comemorações,
  • seus jogadores foram recebidos pelo Jô Soares,
  • foram atração do Bem Amigos,
  • brincaram com a turma do Casseta & Planeta,
  • encantaram a imprensa com um futebol ofensivo,
  • angariaram admiradores de torcidas rivais,
  • alguns jogadores estão cotados para a Seleção,
  • e agora vem o quadrangular final ...
 
.... pra tudo se acabar 'na quarta-feira'?

Tenho fé que não!

Explico: nos próximos dois domingos, se o time estiver naqueles dias ruins, nos dois jogos mata-mata contra o São Paulo, que vem jogando um bolão, pode jogar aquela história toda no lixo.

Depois dizem que campeonatos por pontos corridos, em que o campeão é aquele que faz maior número de pontos, são chatos.

Chatos, porém justos (*).

Pensando bem, não posso nem reclamar, pois o Santos foi o Campeão Brasileiro de 2002, justamente nesse esquema, justamente se classificando em oitavo lugar para um octogonal final, justamente batendo o primeiro lugar por pontos corridos, justamente em dois jogos mata-mata, e o time campeão moral de então era justamente o São Paulo!

Depois vieram dois jogos contra o Grêmio, e as célebres finais, com duas vitórias incontestáveis sobre o Corinthians, com direito a 8 pedaladas de Robinho sobre o pobre zagueiro Rogério, que nunca mais esqueceu.

Foi o último Brasileirão naquele estilo. Depois, só pontos corridos!!

Enfim, that´s life!!!

Em caso de derrota, ao menos que considerem como castigo divino por terem se recusado a participar daquela doação a crianças doentes, por motivo religioso.

Abraço e Viva o Peixe!

Homero Temeroso Mas Confiante Ventura

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Los Bife - Não Deu Conexão

Mas minha fé continua inabalada.

A comunidade do Los Bife angariou perto de 600 votos no Conexão ViVo,
(e não usei os artifícios à dsposição para votar do mesmo computador ... tivesse-o feito e teria votado eu sozinho outras 600 vezes e estávamos dentro... mas é contra os nossos princípios, you can count me out, como diz John Lennon! E não acredito que as outras tenham usado)

Outras comunidades foram mais efetivas.

Eis os 4 campeões de votos, no concurso nacional, classificados: usmineirimcomikiétu não dormiram no ponto e emplacaram duas bandas;
uscariocagentibôa, uma, aliás, não é banda, mas uma cantora;
e, muito legal, uma orquestra de violoncelistas do Pará está no programa!!!
Granvizir (2013 votos)- MG
Donna Lee (1548 votos)- RJ
Darandinos (1196 votos)- MG
Orquestra Juvenil de Violoncelistas da Amazônia (1106 votos)- PA

Como se vê,

Houve também seleção técnica, de bandas com perfil de brasilidade, diversidade cultural, o que parece que não identificaram no nosso Los Bife.

Tenho consciência de que fiz minha parte. Anunciei, mandei dois lembretes, e ainda o derradeiro, sobre o último dia de votação.

Só faltou dizer: Vê se vota, p - - - - ! ou sair do meu corpo para orientar etereamente, na forma hectoplásmica, os movimentos das pessoas.

Já agradeci aos que declararam voto (acho que a todos!). Obrigado aos que votaram e não declararam. Obrigado aos que tentaram. Obrigado, aliás, a todo mundo!!!

Sinceramente, estou muito feliz. Tive alguns comentários que me deixaram muito animado, e com a certeza de que devo continuar divulgando. Se tiver interesse em lê-los, listei-os no P.S. desta mensagem. Tenho certeza que ampliei a base de fãs.

Bem, se você não votou, ou votou e quer ouvir de novo, o link
http://losbife.conexaovivo.com.br/
continua válido, para ouvir e saber do perfil, e algumas novidades.

E, se quer ouvir ao vivo, e se estiver no Rio de Janeiro, haverá duas oportunidades, em abril (ou mais, se eles passarem de fase). Nessas duas oportunidades, como são festivais, para passar à próxima fase, tem votação técnica e popular, esta última, dos presentes no show, portanto a presença dos amigos é importante.
Dia 6 de abril, na Mofo da Lapa - Semi-Final Festival Maracatu Lunático
Dia 26 de abril, na Melt do Leblon - Seletiva do Festival Mada

Além dessas, pode ter também o lançamento do video-clip de 'Elas São Lésbicas', que finalmente ficou pronto, e está muuuuuito legal. Muito irreverente .... em um momento, até demais!! Mas esse é o clima deles!!!

Se tiver interesse em nos prestigiar, me avise, que eu mando mais detalhes, tipo BIF-hora, BIF-local, BIF-flyer, BIF-tudo.

E ainda vai chegar o dia em que vou anunciar o BIF-canal, BIF-horárionobre

Grande abraço!

Homero Sempre Na Luta Ventura

O mundo de Francisco

Na última sexta-feira, soube de um lamentável incidente envolvendo o meu time. A delegação do Santos parou em frente a uma instituição que abrigava crianças deficientes, acometidas por paralisia cerebral, para fazer donativos de Páscoa. Seis integrantes recusaram-se a descer. Entre eles, o trio maravilha, Neymar, Robinho e Ganso. Motivo: o nome do lugar era Lar Espírita Mensageiros da Luz. Na certa, eles pensavam tratar-se de uma casa povoada por filhos do demônio, que deve ser como se definem os espíritas, na religião deles . É a arma que os pastores podem usar na modernidade, pois queimar todos os espíritas em fogueiras ia pegar mal. Em última análise, os jovens atletas confundiram religião com caridade. Eles pediram desculpas, e vão fazer a visita, mas a imagem deles ficou marcada.

Algum tempo antes, quando inaugurei minha fase Gmail com uma mensagem sobre uma iniciativa de minha filha a respeito do Esperanto. Uma das 10 pessoas que me responderam disse algo como "isso é uma língua falada apenas por um grupo de espíritas...". Não contestei, mas notei um certo menosprezo extensivo ao grupo. Reconheço que posso ter concluído precipitadamente.

Os dois episódios giram em torno do tema do filme a que assisti no último sábado, 'Chico Xavier', o Francisco do título. Para mim, muito bom. Um verdadeiro alívio. Temia que a idéia de levar à tela grande a vida do maior médium brasileiro acabasse em um fiasco, como outras iniciativas sobre o espiritismo. Não foi.

Muito feliz foi o diretor Daniel Filho ao colocar como pano de fundo uma entrevista que o médium deu no programa Pinga Fogo, equivalente ao nosso atual Roda Viva, da TV Cultura. Ela foi realizada em 1971: prevista para durar uma hora, acabou durando três, e meses depois, o sucesso provocou uma segunda, esta de quatro horas, em transmissão nacional. Em meus 13 anos de idade, nem fiquei sabendo do fenômeno, o maior marco do espiritismo da história brasileira, ambientado que estava no seio de uma família cética.

No filme, momentos da entrevista remetiam a imagens do passado, e íamos sendo informados da história de uma vida de doação, amor, entrega, de um ser iluminado. Fiquei arrepiado em muitas cenas, arrepios que vinham na companhia de lágrimas, que só não eram copiosas pois me controlava. Ajudaram no controle também muitos 'comic reliefs' , como a cena do avião. Os atores abençoados com a honra de representar o personagem, estiveram esplêndidos, quer dizer, não se pode exigir muito do desconhecido ator mirim que faz aquele menino que não entende o que se passa com ele, rejeitado pelo que somente ele vê: impressionante a cena da redação no quadro negro.  Já o pai dos Dois Filhos de Francisco (Ângelo Antônio personificando mais um Francisco), que faz o jovem adulto que passa a entender sua missão, e começa a fazer caridade com o dom que recebeu, está perfeito. Preste atenção na cena da igreja e na do 'aplique o Evangelho com convicção'. O excepcional Nelson, também Xavier como Chico, personificou a fase adulta madura, que é a imagem que todo o Brasil conhece, e o fez à perfeição, na voz, no andar, nos trejeitos. Afora os Chicos, Tony Ramos e Cristiane Torloni estiveram magistrais. Como um ponto fraco, elegeria o ator que fez Emanuel, o mentor espiritual de Chico.
 
Gostaria que o filme servisse também ao propósito de diminuir ao menos um pouco o preconceito contra os espíritas descrito lá no primeiro episódio. É impossível que uma gente que só queira fazer o bem seja vista como uma coisa do mal por uma parcela significativa da população. Infelizmente, aquela gente toda será orientada a não assisti-lo. E se o fizerem, será escondido.

Tenho certeza que se o assistissem, ou se fossem de alguma forma colocados em contato com a filosofia do espiritismo, havia grande chance de que ficassem tocados.

Como eu fiquei, há 30 anos.

Homero Com o Chico Ventura