-

sábado, 13 de fevereiro de 2021

Lovely Rita, traga pente e papel higiênico!

Esta é a  canção do Lado B do álbum Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band

a história do álbum, cenário, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 19 canções com sobre Garotas, na Classe Paquera

as demais 18 canções de mesmo Assunto e  Classe, neste LINK

Atenção, canções com títulos em vermelho 

são links que levam a análises sobre elas.

10. Lovely Rita   (Flirt Girl Song by Paul McCartney)

Paul paquera: 'Querida Rita, agente de trânsito, posso perguntar discretamente? Quando você estará livre para tomar um chá comigo?"
Existiu uma Rita? Pode ser que sim, mas o nome era parecido. Existia uma agente de trânsito na região onde Paul morava, St. John's Wood, que se chamava Meta Davies. Ela teria dado uma multa a ele, que teria conversado com ela. Agente de trânsito na Inglaterra é Traffic Warden, mas nos US é Meter Maid. O som de "meter" é "mita", que é boa rima para "Meta" e para "Rita", que foi o nome escolhido para a canção. Outra coisa, "Maid" tem uma leve conotação sexual. Pronto, então Paul paquera Rita, querendo tomar um chá com ela, e talvez um pouco mais que isso! E parece que consegue, pelos sons que se ouvem no final da canção!! O tom de humor da canção também foi premeditado para acrescer ao leque de humores de Sgt. Pepper's, um verdadeiro caldeirão!
Ele montou a receita desse cozido com três refrões, onde ele 'canta' a agente, entremeados por dois versos, onde ele conta sobre os fatos de seu relacionamento, todas as cinco peças da estrutura com letras diferentes entre si (Check Beatles Rules). No Refrão 1, ele diz que vai rebocar seu coração ("tow your heart away"), o que é genial porque 'rebocar' é uma das ações comandadas pela profissão dela; no Refrão 2, ele a convida para o chá, discretamente "When you are free to take some tea with me?"; no Refrão 3, ele já não pode viver sem ela ("Where would I be without you?"). No Verso 1, ele flagra Rita no ato ("Filling in a ticket in her little white book"), e comenta como seu quepe e traje a fazem parecer mais velha, Made her look a little like a military man; No Verso 2, contas as ações da paquera, Took her out and tried to win her, chamou pra jantar, levou-a pra casa, e quase conseguiu o intento ("Took her home and nearly made it"), mas na música, como eu disse, parece que chegou lá! Rimas Ricas? Claro, além da composição interna em uma frase, com o título "meter-Rita", já mencionada, tem "older-shoulder". Porém, as rimas mais notáveis estão nos versos, são duas rimas que rimam palavras com locuções de palavras. A primeira é apenas toante, porque há letras diferentes, mas o som é rimado: "discreetly" com "with me". A outra é perfeitíssima: "win her" com "dinner". Genial ou não?
Lovely Rita levou 5 sessões para ser concretizada. A base foi Paul no piano, John e George em violões (um no começo do braço outro no fim, lá no alto) e Ringo na bateria. Cinco momentos de overdubs posteriores foram especiais:
  1. A linha de baixo de Paul: foi a primeira vez em que Paul ficou só no estúdio, de madrugada, após os companheiros irem embora, com dois ou três técnicos à sua disposição, podendo dedicar-se a fundo. E ela é veramente speciale. Geoff Emmerick, o produtor, aproveitou para inovar na captação do som, aproveitando a solidão do baixista no meio do estúdio;
  2. A sessão solo: Como George não conseguia acertar sua guitarra para a sessão, Paul deixou a decisão para Emmerick, que sugeriu um piano, foi desafiado a ele mesmo tocá-lo, mas não sentiu confiança no taco, e a função acabou caindo de novo nos dedos experientes de George Martin, que entregou um espetacular solo, a la Velho Oeste. Emmerick se arrependeu da arregada até o fim de sua vida!
  3. Os Vocais: Paul queria fazer backing vocals ao estilo dos Beach Boys. Críticos acham que realmente lembraram, eu não posso analisar, porque não os conheço bem, aliás, perdoem-me, "Pet Sounds", seu disco mais famoso, não me encanta, sorryyyy. Para mim, são os perfeitos vocais dos Beatles de sempre mesmo aparecem no final do segundo refrão, e seguem nos refrões até o final!
  4. Sons e narizes: além do chocalho simulado por Paul com a boca (chick-chick-chick) na segunda metade dos versos, John acrescentou respirações na sessão final, que lembram o ritmo e momentos de relações sexuais, chegando até ao clímax, inclusive acompanhado pelo piano;
  5. Instrumento heterodoxo: os sons similares a uma trompa, que se ouvem em pontos variados (após "between us", "mlitary man"), são proporcionados por pente e papel higiênico!!! Sim, dobre uma folha papel sobre um pente e sopre a melodia desejada por sobre o conjunto, acresça eco e outros efeitos criados por Emmerick, e terá o divertido som que se ouve na canção. Ah, esses Beatles, sempre inovando! Todos os quatro apresentaram suas contribuições ao inusitado 'instrumento', que até tem um nome: Kazoo!
Ao vivo? Nunca, claro! Que bom que quando a canção é de Paul, há uma chance de que ele a tenha tocado ao vivo na carreira solo. Procurei e achei!! Veja aqui neste LINK, e note o excepcional baterista Abe Laboriel Jr fazendo backing vocals e alguns dos sons. Adorei o final estendido e dobrado! Dá pra ver que realmente eles queriam dizer aquilo, com aquelas respirações ao final.
Claro que, com um instrumento tão incomum tocado pelos Beatles, eu não poderia deixar de ir procurar seus análogos, para ver se eles reproduziram também o pente com papel higiênico, e ... BINGO!!! The Analogues trazem, inclusive, kazoo's. Entretanto, veja que o som está longe da qualidade alcançada em estúdio!! Neste LINK!
Enjoy!! 

3 comentários:

  1. Mais informações preciosas. E eu sempre lembro de alguma coisa a mais. Não que seu texto seja incompleto. É completíssimo. E com tantas informações por aí não há mesmo como ir colocando tudo, sem contar que nem tudo é verdídico! É mesmo para bater um papo. Eu li que a Lovely Rita multou Paul. E sua primeira reação foi falar uma cançao de ódio para ela. Vingança. Aí pensou bem e mudou de idea. Seria melhor uma canção de paquera. Seria mais interessante.
    Quanto aos barulhos no final, eu acho estranho ser como você acha devido a letra. Nearly made it. Quase. E onde: Sitting in a sofa with a sister or two...Na vista das irmãs: Ah, duvido muito. Então, o que significaria: Nada...Mais uma série de barulhos que gostavam de usar para ver as pessoas querendo descobrir o significado. E pode até ser que na cabeça de Paul passou essa ideia...Mas a letra conta outra história. Fico com a letra.

    Rita parecia mais velha no uniforme e...também parecia homem. Interessante. Militar man.

    ResponderExcluir
  2. Rs rs rs...É que entrei no link provido do show de Paul...E sim, ali são sons de transa, sem dúvida alguma. E há quem ainda pense que Paul é conservador, todo certinho...Paul é diplomata, o que é diferente. Se perguntarem ele vai achar uma desculpinha...Mas não há como duvidar. E isso em público! Eta Paul. Adorável Paul.
    Enfim, como fica então aquela letra que mostra claramente que nada aconteceu de fato. Apenas quase. As irmazinhas estavam lá.

    Vou viajar um pouco. Eis o que entendi. Inventei. A música não acaba ali. É depois que vem a declaração qhere I would be without you...Poxua, aconteceram outros encontros, lógico. Os sons se referem a encontros posteriores! Só pode ser.

    Eu tenho uma amiga chamada Rita...Ela se encontava quando Paul grita Rita! no meio da musica. Mas tenho também uma amiga chamda Lita. E juro que ela entende Paul gritando Lita.
    O ínício da música, aquele aaaaaaaa...quando ouço hoje me parece um chamado para embarcar na máquina do tempo...E parece que volto a 1967 ..só que noutra dimensão. Magia pura.

    ResponderExcluir
  3. Diante dos seus comentários as canções adquirem os seus reais significados.

    ResponderExcluir