-

domingo, 4 de julho de 2021

Felipe e seu Violino

Foto by Kaio Caiazzo -  no BNDES
Felipe seguiu em 2019 com sua carreira na Baleia, com lançamento do terceiro disco em capítulos e seguiu sua parceria com o genial pianista Vítor Araújo, com quem tocou várias vezes, e em especial uma delas, em que Felipe foi com ele a New York!!!  

Porém, o assunto deste post é o seu violino!!! Em 2020, e até agora, foi sua principal fonte de trabalho!

O Felipe preparou uma playlist no Spotify com todas as canções para as quais foi contratado para fazer arranjos de cordas, e tocar seu violino (e às vezes, uma viola emprestada...).

Fui apresentando ao longo do ano, pelo Facebook e pelo Whatsapp, à medida que ele as ia lançando, mas chegou a hora de registro no blog, o que sua decisão de fazer essa playlist ajudou em muito!!!

É uma seleção tão eclética como intrigante!

Os intérpretes que o contrataram?

Nando Reis, Gal Costa, Elza Soares, Erasmo Carlos, Pedro Luiz, Pity, Claudette Soares, Seu Jorge, Jorge Drexler, além de outros da cena independente, muito interessantes .. E em breve, vai acrescentar Armandinho na lista, que é viva, arranjos já feitos e violinos já gravados.

Os compositores das canções?
Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Emicida, Chico Buarque, Bob Dylan, Caetano Veloso, Gonzaguinha, Sílvio César, Milton Nascimento, Luiz Melodia, Sérgio Britto, Paulo Miklos, Gilberto Gil, Hyldon, Secos & Molhados, Tim Bernardes, além outros da cena independente de muito conteúdo.

Os gêneros musicais?

Rock, Romântico, Soul, Disco, Samba, Funk, Indie Rock, Pop Progressivo, Tango e outros mais complexos de definir, o que prova que o violino vem acrescentar emoção a todo estilo de música.

Acrescente-se também à lista de intérpretes e compositores, claro, as bandas das quais Felipe participa ou participou,  Baleia, Primavera nos Dentes, Albatroz, Xóõ e mesmo Los Bife, a primeira banda do Felipe, os amigos mais antigos se recordarão! Como disse, a playlist tem 105 canções. E crescendo!

O violino encanta...Sempre ouvia um acorde ou outro lá escondido atrás da porta enquanto ele compunha, e ele me mostrou algumas na íntegra, mas agora, tudo junto e misturado, a coisa ficou genial.. Só não gostei, ainda, de uma meia-dúzia de 8 ou 9, e olha que eu incluo uma da Baleia aí, já falei pra ele. Enfim, o índice de aprovação é superior a 90%

Já no quesito CORDAS, a aprovação foi a 100%.
Sempre muito lindo, mas eu devo ser suspeito...


CONFIRAAAA!

Quem diria que aquela matéria eletiva que escolheu no Middle School lá de Houston, aos 11 anos de idade, iria levá-lo a uma atividade profissional, com possibilidade de parcerias tão legais?!!

Incluídas na lista estão as 10 canções do novo disco de Gal Costa, que ele co-produziu, celebrando os 75 anos da cantora. Foram 10 duetos dela com cantores do mais variado espectro, revisitando canções que foram sucesso na voz dela.

Um comentário:

  1. Beleza - grandes padrinhos, hein! Pessoalmente, eu adorei Primavera nos Dentes - que pena que não deram continuidade ao projeto.
    Quanto ao instrumento, - o violino - ele costumava ser associado à música clássica até que finalmente foi incorporado ao rock. O grupo americano Kansas foi um dos principais divulgadores do instrumento aí gravar DUST IN THE WIND, onde o violino era o astro da canção! Ao mesmo tempo, a britânica ELO, Electric Light Orchestra, dominava as paradas dos anos 70-80 misturando rock e música clássica, onde o violino era "número one". Finalmente, o francês Jean-Luc Ponty, violinista clássico, introduz o violino elétrico em suas composições jazz fusion e é convidado a participar da segunda formação da Mahavishnu Orchestra, ao lado do guirarrista John Mclaughlin, onde explora ao máximo o som de seu instrumento. No rock nacional, os Titãs inseriram o instrumento em seu álbum Acústico MTV, quebrando recordes de venda. Conclusão- Felipe está no caminho certo! Parabéns!

    ResponderExcluir