-

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Hey Jude Facts


    • Hey Jude é uma canção de Lennon/McCartney, composta por Paul em 1968;

    • A inspiração veio por causa da separação de John Lennon pra ficar com Yoko Ono. Cynthia e Julian se sentiam abandonados. Tiozão Paul dirigia seu carro a caminho da casa deles, pensando em Jules, como ele chamava o ‘sobrinho’. E veio a melodia e a primeira frase, ‘Hey Jules, don’t make It bad! Take a sad Song and make it better’;

    • Depois, a letra desvia pra um conselho amoroso, ‘You have found her, now go and get her’, mas o 'Don’t carry the world upon your shoulders‘ aplicava-se também;
    • Mudou depois para Jude, porque gostava de um personagem de um musical famoso de então, mas teve problemas com a escolha porque significa ‘judeu’ em alemão;
    • A letra de Hey Jude apresenta um jogo de rimas internas que poucas vezes se vê em música pop, note nos 3 trechos principais da canção, o FINAL de um verso rima com o MEIO do verso seguinte (versos aqui separados por uma vírgula);
    1. Hey Jude, don't make it BAD, take a SAD song and make it better 
                 Remember to let her into your HEART, than you can START to make it better
    2. Hey Jude, don't be AFRAID, you were MADE to go out and get her
                The minute you let her under your SKIN, than you BEGIN to male it better  
    3. Hey Jude, don't let me DOWN, you have FOUND her go now and get her
    • O manuscrito com a letra foi objeto de vários leilões, sendo a última vez em maio deste ano arrematado por 910 mil dólares;
    • Ao mostrar a canção pra John e Yoko, Paul disse que iria melhorar o ‘The movement you need is on your shoulder!’. Mas John disse que era a melhor frase da canção, então ela ficou. Essa foi a única contribuição de John na canção;
    • Hey Jude não foi gravada em Abbey Road, mas no Trident Studios, pois tinha um equipamento de gravação em 8 canais. Esta e outras 4 canções do Álbum Branco foram gravadas lá, após o que a EMI adquiriu o equipamento!
    • Nos takes iniciais, George oferecia um riff na guitarra a cada frase, fazendo seu papel de guitarrista solo da banda, mas Paul preferiu a versão só com piano, prerrogativa do compositor, George ficou chateado!
    • Hey Jude não saiu em LP. Era o Lado A de um Compacto Double A Side, um de vários na carreira Beatle (vou escrever sobre isso), cujo Lado B era Revolution, mas John não brigou pelo Lado A, reconhecendo a grandeza da composição do parceiro;
    • O compacto foi o primeiro lançamento da Apple Records em agosto de 1968, ficou meses no topo das paradas pelo mundo todo e foi o mais vendido de todos os tempos até então; veja várias capas pelo mundo. 
    • O maestro George Martin não queria lançar uma canção de mais de 7 minutos em compacto, pois disse que não ia tocar nas rádios. John disse que, sendo Beatles, eles iam tocar. O maestro perdeu a aposta! 
    • Hey Jude ficou 19 semanas no topo das paradas americanas
    • Tanto Hey Jude como Revolution tiveram vídeos promocionais, dirigidos por Michael Lindsay Hogg, que passaram na TV Britânica, inicialmente, e depois viajou pelo mundo! Falei sobre o primeiro neste LINK!!
    • Hey Jude foi cantada no maior flashmob registrado, por 13.000 pessoas em Trafalgar Square, em abril de 2009;
    • O Brasil está gravado na memória de Paul por conta de uma performance de Hey Jude, em 2011, no Rio de Janeiro, quando dezenas de milhares de pessoas levantaram um cartaz com as letras NA hora de entoar o canto final, de 3 minutos!!! Falei sobre esse dia histórico neste LINK.
    • Finalizando com informação de suma importância: foram 216 as vezes em que a sílaba NA foi cantada na gravação original. 
    UFA!
    Se alguém souber de mais algo que mereça registro aqui
    É só me dizer que eu registro!

    Um comentário:

    1. Poderia estar no álbum branco tbm...mas no meu ponto de vista foi o melhor compacto dos Beatles q eles lançaram

      ResponderExcluir