-

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

OSCARacterísticas de Candidatos ao (volta)


Como disse em minha crítica sobre 'O Artista' (link), aquele foi o único a que assisti, entre os 9 candidatos. Mas acompanhei as carreiras da maioria deles, quem os viu, então permitam-me compartilhar com vocês algumas impressões obtidas ao longo deste ano.

A "Árvore da Vida" meus dois filhos assistiram, e me recomendaram que nós não assistíssemos. Acharam que nós acharíamos muito parado (hehehe, eles conhecem a ascendência). Mas outros amigos gostaram muito, principalmente aqueles mais afetos ao cinema não comercial. Aqueles que jamais iriam assistir a 'A Origem do Planeta dos Macacos'(link), que eu vi e adorei!! Um filme denso, sobre relações familiares. Duvido que leve a estatueta! Denso demais!! Elenco ótimo, com Sean Penn, e, principalmente, Brad Pitt.

Este último, aliás está presente em outro concorrente a Oscar 'O Homem Que Mudou o Jogo', concorre ao Oscar de Melhor Ator e vai provando que há muito deixou de ser aquela carinha bonita na telona. Ele vem fazendo grandes papéis. Começou a impressionar com o doido de 'Os 12 Macacos' (Pitt indicado a Coadjuvante), foi misterioso como a Morte em 'Encontro Marcado' (link), esteve perfeito como o Tenente Aldo Raine (quase italiano) em 'Bastardos Inglórios'(link), e concorreu ao Oscar como o rejuvenescente Benjamin Button em 'O Curioso Caso de -- --'. Ou seja, já está a merecer sua estatueta! Agora o filme, com temática baseball (o 'jogo' do título), acho que não tem a menor chance. Americano demais!!

O filme que todos deviam ver em 2011 foi 'Meia-Noite em Paris' do sempre competente Woody Allen. Muitos me recomendaram. E eu não vi. 100% dos que viram ficaram encantados com o filme. Procurei pra ver se estava passando ainda no circito alternativo, mas não. Allen é o ser humano com maior número de indicações ao Oscar em suas categorias principais (filme, direção, ator, atriz, roteiros). Se levar-se em conta as categorias técnicas, John Williams tem 47, com música e trilhas sonoras.  Bem, Allen teve 23 indicações ao todo, sendo 7 a Melhor Diretor,  15 a Melhor Roteiro Original, e até uma como Melhor Ator, veja só, em 'Annie Hall', que no Brasil passou com o singelo título 'Noivo Neurótico, Noiva Nervosa'. E arrebatou 3 das 23. O mais legal é que ele não dá a mí-ni-ma pra isso, nunca esteve presente em nenhuma premiação, pois o horário coincide com suas apresentações de jazz, tocando clarineta. Aqui ele concorre a Diretor e Roteiro! Sem dúvida de que é gênio. Ganhar mais um agora, duvido!!! Não liga demais!!

Ao escolher o último filme do qual falaria neste post,  'A Invenção de Hugo Cabret' tenho que admitir que seu nome foi fundamental, afinal Hugo é o nome de meu neto, mais famoso,  que já nasceu com 13 anos. No filme, Hugo é um garoto que perde o pai e se esconde em uma estação ferroviária de Paris. Uma fantasia ligada à História do Cinema, quando ele começou. Martin Scorsese, seu diretor já laureado com um Oscar (Os Infiltrados - 2006), presta uma homenagem à indústria que lhe deu fama. São 11 as indicações, Renata gostou muito, mas diz que 'O Artista' (link) é melhor! Este, vou ver antes da cerimônia. Duvido que leve a estatueta. Scorsese demais!

Os 4 acima são os que tem alguma chance de desbancar 'O Artista'
 
Os demais são:
  1. Os Descendentes : Pai de família descobre que a mulher dele, em coma, estava-o traindo (não faço questão de ver George Cloone desempenhando como George Clooney). Até ganhou o Globo de Ouro - Drama, mas peraí... Família demais!;
  2. Histórias Cruzadas : Quem viu, gostou muito. Marcado pelo desempenho de três atrizes, todas candidatas ao Oscar, sendo Viola Davis como Melhor Atriz, num papel de uma empregada negra que luta contra o preconceito lá na época de Martin Luther King. Aqui se instala mais uma daquelas ocorrências que só no Brasil, mesmo: o título original é 'The Help'.
  3. Cavalo de Guerra : Spielberg tocando os corações com a saga de um menino que vê seu cavalo partir para a guerra (a Primeira Mundial) e vai atrás dele. Renata achou dramalhão demais. Tá de coração duro minha escritora predileta!!!
  4. Tão Forte Tão Perto : Tom Hanks, quanto teeempo! Saiu do exílio, mas sua participação parece ser coadjuvante, já que a história é do menino, seu filho com Sandra Bullock (também coadjuvante). Desolado após  morte do pai nas Torres Gêmeas, começa suas andanças em busca de explicações e encontra um velho mudo, que será seu grande amigo. Interpretado por Max Von Sidow, o personagem pode rende ao ator o Oscar de Melhor Coadjuvante.
Era isso!! Quem já viu algum deles e quiser comentar, fique à vontade!!

Homerix Super Atrasado Ventura