-

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

BonDubai 1 - O Plano

Aqui, começa a descrição, em capítulos de uma viagem que fiz em dezembro de 2006. O destino era Dubai, maravilhosa invenção árabe, mas a envoltória de uma paixão acabou por causar alguns percalços, em época de caos aéreo, que hoje considero divertidos...
Poderia estar no Aurélio:
Dubai:    S. m. Bras.
 1.     Porção de emirado árabe cercado de James Bond por todos os lados
         Ao menos, para mim, poderia ter sido assim, não fossem alguns acidentes de percurso.
Capítulo 1 - O Plano

Fui indicado para representar minha empresa em evento internacional da indústria do petróleo em Dubai, onde apresentaria palestra, convite que aceitei com muita satisfação e orgulho.
Entretanto, quando me dei conta do dia de partida da missão, 15 de dezembro, entrei em desespero. Coincidia, lamentavelmente, com a estréia nacional do novo filme de James Bond – 007 - Cassino Royale. Eu já estava doido pelos produtores não haverem promovido uma estréia mundial da esperada inauguração de um novo ator na pele do espião mais famoso do mundo. Lá fora, estreara um mês antes. Agora, a decepção: não poderia comparecer à estréia, vestido a caráter. E, dada a excelente receptividade do filme e do novo espião no resto do mundo, minha ansiedade estava em níveis perigosos. Bem, ato contínuo, verifiquei o itinerário: partida do Rio para São Paulo às 11 da manhã; partida de São Paulo para Londres às 6 da tarde. Hummmm, tem jogo! Se os controladores de vôo não derem chilique, dá pra tentar, tem jogo! Pesquisado o cinema mais próximo e seus horários, tracei o plano da missão. 
       Este novo filme da franquia mais bem sucedida da história do cinema foi precedido da maior polêmica já criada. A escolha do ator Daniel Craig para encarnar James Bond não foi engolida por boa parte dos fãs, justamente os mais fanáticos: louro, baixo, orelhas de abano, impossível! Eu, ainda que preferisse Hugh Jackman, um dos candidatos, para o papel, fiquei apenas ressabiado, porém confiando em que os produtores Barbara Brocolli e Michael G. Wilson, filha e enteado do primeiro produtor da série, não dariam um tiro no pé, enterrando-a com uma escolha infeliz. Houve um movimento mundial incentivando o boicote, comunidades foram criadas com infindáveis críticas, Craig sofreu, como ninguém antes, um pre-julgamento insensato. Agora, após o filme, uma enxurrada de desculpas invadiu a mídia, tanto dos fãs, como da crítica especializada. Teve uma delas, crítica de cinema renomada, que prometeu comer a edição do tablóide em que criticava desmedidamente a escolha, se o agente implacasse um sucesso.... Outro dia, eu a vi cumprindo a promessa, acompanhada por goles d’água.
  

         Bem, mala feita, Galeão, check-in na TAM, despachei a mala de roupas diretamente para Dubai, consciente do risco que corria, afinal, seriam 3 trechos aéreos. Já havia confirmado a existência de depósito de malas do aeroporto de Guarulhos (SP), a intenção original era deixar maleta e computador lá, e partir para o cinema de mãos vazias. Só que, ao chegar a SP, vi que não poderia me arriscar a ficar sem tempo para fazer o depósito, já que perderia o horário da sessão de cinema. Mantive-as comigo. Boa a decisão: o vôo atrasou 30 minutos, suficiente para inviabilizar o depósito. Chegando lá, táxi para o Shopping Internacional de Guarulious City, instruções com o motorista sobre a entrada mais próxima, ingresso, pipoca, Coca-Cola, sala de projeção enorme, tipo estádio, poltrona confortável, nível dos olhos coincidindo com o cruzamento das diagonais da super-tela, música, som surround, primeira cena!
-----x-----
No próximo capítulo, o filme 007 - Casino Royale

2 comentários:

  1. Devo ser mesmo um dos poucos a não curtir o "leprechaun" no papel de espião galã. Mas parece mesmo mais compatível com os heróis atuais.

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh que emoção... esperar gera uma ansiedade!!!!!!!!!!!!!!
    Paulus

    ResponderExcluir