-

sábado, 2 de janeiro de 2021

I'm Looking Through You AND a Matchbox

 Esta é a 3ª canção do Lado B do álbum Rubber Soul, 

a história do álbum, cenário, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 19 canções dos Beatles no tema Girl, fazendo uma DR, 

as outras 18 canções do mesmo Assunto e Classe, aqui, neste LINK


10. I´m Looking Through You  (DtR Girl Song by Paul McCartney)
Paul declara: 'Eu pensei que eu conhecia você. O que eu sabia? Você não parece diferente, mas você mudou. Estou olhando através de você, você não é a mesma"   

DR da melhor qualidade!! Paul morava no sótão da família Asher, de sua namorada Jane, que era atriz e, na época, seguia sua companhia até Bristol, cidade a quase 200 km a oeste de Londres, ou seja, tinha que ficar lá durante as temporadas. Paul não ficava nada satisfeito com isso, e perguntava "Aonde você foi?", e reclamava "Você mudou!", ou "Você está lá longe!" ou "Você não me trata direito!" e ameaça "O amor, esse danado, pode acabar de um dia para o outro!". O letrista, como sempre, produz três sets de letra diferentes para os versos, povoa a letra de rimas ricas (adoro o "of me" com o "above me"), outras nem tanto assim,  e apresenta palavras não costumeiras como o adjetivo "nasty" ou o verbo "sooth".

I'm Looking Through You guarda a distinção de ser a canção que mais demandou tempo de gravação até então para ser concluída: foram 18 horas (um recorde) espalhadas em quatro sessões  (outro recorde). No Dia 1, uma base com John no violão, Paul no baixo e vocal, George na guitarra Ringo na bateria, além de overdubs de palmas, bongos, maracas, um órgão tocado por Ringo (!) e o backing vocal grave de John em "You don't look different, but you have changed" e outras duas com letras distintas.  Aparentemente, ela estaria finalizada... nada disso! No Dia 2, fizeram um remake completo, com Paul introduzindo a ponte ("Why, tell me why, did you not treat me right? Love has a nasty habbit of dissapearing over night!"), mas a versão ficou tão estranha que, afora a ponte, que foi definitivamente incorporada, nada dela sobreviveu, em nenhuma fita! No Dia 3, um terceira versão, desta vez, finalmente a definitiva, em que a base tinha John no violão, Paul no baixo, Ringo na bateria e George, no pandeiro!!! No dia 4, que teve 13 horas de gravação (um recorde), dedicaram-se, das 5 às 7 da manhã (sim!) para os overdubs finais, e que teriam que ser finais, pois era a última data permitida pelo cronograma de lançamento do álbum na data prevista. Vou até detalhar, item a item, pois é deveras ‘unusual’:

  • Paul no vocal principal;
  • John no vocal de apoio, grave;
  • George na guitarra (lembre-se que ele tocou pandeiro na base), aqui em notas complementares em três trechos nos Verso 1, após "go""know""changed" e em equivalentes posições nos demais versos;
  • Ringo no órgão (foi a primeira vez de Ringo no instrumento);
  • Paul na guitarra (aqueles riffs no final dos versos, importantes!);
  • Ringo na caixa de fósforos!!! Sim, aquele som de percussão que se ouve ao longo de toda a canção, é Ringo batucando numa caixa de fósforos!!!

Normalmente, eu coloco um link com algo diferente da versão disponível em disco,uma apresentação ao vivo, uma cena de filme, e tal, mas como os Beatles nunca a tocaram ao vivo (Paul tocou, em shows solo), aqui deixo a versão original, justamente por causa da tal caixa de fósforos. Prestem atenção, aqui, neste LINK.

2 comentários: