-

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Seu fanfarrão, ...

Lá de 2007 mas tão atual...
___________________________

...maconheirozinho de merda, filhinho de papai, tu é que financia essa porra de tráfico!!!
Meu filho falou esta singela frase para 5 amigos dele no último fim-de-semana, misto de brincadeira e aviso sincero.
Ele ouvira a frase no filme sensação da temporada 'Tropa de Elite', a que havia assistido na sexta-feira. Ao perguntar-lhe o que achou do filme, respondeu-me: "É impossível sair desse filme sem ficar abalado, de alguma forma".
Já vi, e fiquei. Concordo plenamente. Seja pela violência ou pelo realismo das situações, mas principalmente, por causa da forma como os viciados são considerados, expressa nos tocantes adjetivos e no educado linguajar da sentença.
Disse-me ele que, as proporções do filme são reais. A maior parte de seus amigos puxa unzinho, no mínimo. E eu perguntei: "E sua banda!" E ele: "Não, só 75%!". E são 4 os componentes!! Ele conta nos dedos, de uma mão, estourando duas, os amigos "clean" que tem! A classe é de média a alta, Zona Sul, enfim, o meio que conhecemos.
Quando ele se tocou do ambiente, tentou fazer um certo patrulhamento, mas acabou desistindo, para não se tornar um chato. Agora, ele aproveitou o momento para voltar à carga.
Outro 'piece of advice' que ele usou com os amigos foi:
"A cada tragada que você der, pense que alguém pode estar, naquele exato momento, experimentando um micro-ondas, por causa disso!"
Se você não sabe o que é esse 'equipamento', assista ao filme!
Ele sabe que daqui a pouco, tudo volta ao normal! Ou ao anormal, eu diria!!
A idéia desta mensagem é, além de recomendar o filme, magnífico, realista e muito bem interpretado, também que sirva de alerta sobre a juventude que estamos criando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário