-

quinta-feira, 11 de março de 2021

O Bebê de Rosemary - Clássico!!!

Eu não lembro como eu vi este filme, mas não deve ter sido no cinema, pois eu tinha 10 anos, isso não era filme pra levar criança ...

Fiquei feliz de tê-lo encontrado na Amazon Prime, e chamei as pessoas de casa, Felipe já tinha visto, queria ver de novo, mas estava ocupado, Neusa se lembrava da idéia e não quis de jeito nenhum relembrar, Renata não viu, sabia mais ou menos de quem era filho o tal bebê, chegou a começar a ver comigo, mas desistiu assim que ouviu a musiquinha tema, tão singela.... sei que ela se arrepiou e foi pro quarto dela.
Pronto, fiquei sozinho...

O Bebê de Rosemary - duas dublagens RJ (TV Paga e Herbert Richers ...Explicando mais o filme, ele se chama 'O Bebê de Rosemary' (Rosemary’s Baby), dirigido por Roman Polanski, lançado em 1968, com Mia Farrow, John Cassavetes, Ruth Gordon, The Dakota, e um ser inominável.

Aquela música, uma lalalááá-lalala-lalalalalala, cantada por uma menina, singelo,  vai sendo repetida ao longo do filme, mas cada vez com um tom mais sinistro que o anterior, as notas ficam trêmulas, cada vez mais aterrorizantes, até o momento final, liiindo, em que volta o lalalá original... ai ai ai, que cena final fantástica....

O jovem casal Rosemary e Guy Woodhouse, visita um apartamento pra alugar no edifício The Dakota.

Pausa para esclarecimento:
O edifício é localizado em New York, na West Central Park. Foi lá que John Lennon comprou um apartamento três anos depois que se mudou para os Estados Unidos. Lá eles tiveram Sean. Lá ele cuidou de Sean, só fez isso, de 1975 a 1980. Lá, ele foi assassinado, com 4 tiros nas costas, no portão de entrada do Edifício....
Fim do esclarecimento

Logo depois que se instalam, Rosemary percebe pelo olho mágico, a vizinha do apartamento ao lado. Aquela imagem do olho mágico me acompanhou por muito tempo, e tremi ao revê-la agora. É feita pela atriz Ruth Gordon, que ganhou vários prêmios pelo papel.

Bem, Guy é um ator mediano, com papéis desimportantes, que luta por um papel melhor. O relacionamento com os vizinhos o faz começar a ter papéis melhores, à medida em que seus competidores são afastados do caminho de forma estranha... De repente, Guy vem com a idéia de que deviam ter um filho, e numa certa noite, Rosemary começa a passar mal e ‘sonha’ com um ritual em que ela é possuída, mas não por seu marido....

Na manhã seguinte, fica triste por ouvir de Guy que ele a havia possuído. Fato é que Rosemary vai ter um bebê! Eeeehheh Festaaa!!! Mas a gravidez consome sua saúde, ela perde peso, tem pesadas olheiras, tem dores abdominais, que o obstetra indicado pela vizinha (!!!) diz serem normais, ela se alimenta de vitaminas ‘naturais’ preparadas pela vizinha (!!!), e a coisa vai, amigos vão desaparecendo (!!!) e um deles antes de morrer consegue remeter a ela um livro que lhe abre os olhos. Ela tenta se desvencilhar, mas é frágil.... Pobre Rosemary!

Bom, acho que falei demais, sei que clássico não tem spoiler, mas vou deixar que, quem ainda não viu, testemunhe a evolução dos acontecimentos.

Só termino dizendo que, em Portugal, que não se importa com esse negócio de 'spoiler', o filme passou como
A Semente do Diabo

Bem, na verdade, ainda tenho coisas a contar sobre a atriz.

Mia Farrow era casada há dois anos com Frank Sinatra quando recebeu o convite para o papel. Ela desprezou um papel que faria com o marido, que não gostou e se separou dela.... Após o filme, Mia foi morar na casa de sua melhor amiga.... mas teve um filho com o marido dela, ai ai ai, essa gente... eles se separaram, e Mia se casou com ele... Aliás, recentemente ela disse que aquele filho era de Frank Sinatra, ai ai ai, essa gente... Depois teve um longo relacionamento com o diretor Woody Allen, fez muitos filmes com ele, não tiveram filhos, mas adotaram uma menina de origem asiática que, quando cresceu, teve um caso com Woody, ai ai ai, essa gente...

Pausa mais uma conexão Beatle:
Os Beatles estiveram em 1968 na Índia aprendendo meditação com o guru Maharishi Mahesh Yogi. Mia Farrow e sua irmã Prudence estavam lá também. A última foi inspiradora de uma linda canção de John, e a primeira, já com quase dois meses de retiro, disse a John que o guru a assediou, e John falou a George e os dois se decidiram a ir embora. Mais sobre o episódio eu conto aqui, neste LINK.
Fim da conexão

Roman Polanski era o diretor do momento e além deste filme, tinha feito A Dança dos Vampiros, atuando com Sharon Tate, com quem se casou, sim ela mesma que, um ano depois do 'Bebê de Rosemary', foi assassinada, grávida de oito meses. pelos fanáticos de Charles Manson. Depois, ele faria ainda grandes filmes, como 'O Inquilino', 'Chinatown' e 'O Pianista', mas tem problemas até hoje com acusações de abuso sexual de menores...

Não se pode dizer que essas pessoas (e lugares) que mexeram com o inominável tiveram uma vida tranquila...

Finalmente, a pergunta que não quer calar...

Será que John Lennon viu esse filme?

4 comentários:

  1. Se viu na época (para mim mais o provável), com certeza certeza não o impressionou muito. Senão ele não teria comprado o apartamento e ido morar lá. Mais ainda, engravidar a Yoko e morar lá com o Sean Lennon.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Acho que sim... John não fazia nada e com certeza teve tempo de ver o filme..acho q até comprou um apartamento lá por causa do filme
    John Lennon no fundo era um cara cético

    ResponderExcluir
  4. Fiquei marcada com isso. Tudo muito estranho, não é? O filme é fenomenal. O final me emocionou,imagine.. Mas me emocionou...Afinal mãe é mãe. Enfim, quando soube que aquele edifício era o Dakota não foi possível não pensar se John sabia ...e por qual motivo teria ido morar lá. Até que vi uma foto e impossível não perceber a incrível semelhança com a primeira sede de Strawberry Field! Quase igual. Penso então que foi este o motivo da ida de John para lá.
    Mas Paul declarou certa vez que sempre que escuta falando no Dakota ele pense no Bebê de Rosemary na hora.

    ResponderExcluir