-

terça-feira, 19 de outubro de 2021

As melhores pérolas da música brasileira

Vários amigos enviaram um áudio histórico da primeira vez 
que Cartola apresentou seu 'sambinha', como ele chamou.
Eu contei que um trecho dela é o 8º 
de minha lista de pérolas da musica brasileira.:
E disse
Confira aqui as sete que estão acima...
E as mais de 100 que estão abaixo, aqui

________________________________

Fiz há anos este levantamento, dos melhores trechos de letra da música brasileira, 

Ordenei apenas as 10 primeiras.



As outras seguem na ordem de minha lembrança, decerto que as que aparecem mais à frente causaram mais impacto, pois que aparecem primeiro, de forma que há, sim,  uma certa ordem...


E, como toda a lista é burra, aceito críticas!!! 

Ao final, em vermelho, os acréscimos dos amigos!


1 A saudade é o revés do parto, a saudade é arrumar o quarto do filho que já morreu

2 Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais
3 Encosta a sua cabecinha no meu ombro e chora e conta logo suas mágoas todas para mim
4 Eu sou o início, o fim e o meio!
5 Caía a tarde feito um viaduto
6 Tu és divina e graciosa estátua majestosa no amor por Deus esculturada
7 Quero que você me aqueça neste inverno e que tudo mais vá pro inferno
8 Queixo-me às rosas mas que bobagem  .. as rosas não falam, 
                        simplesmente as rosas exalam o perfume que roubam de ti
9 Mas o mundo foi rodando nas patas do meu cavalo
10 Quem me dera agora eu tivesse a viola pra cantar

A seguir, as demais


  • De longe ecoa a imensa voz do cume... de perto é só um frágil sussurro
  • E a ponta de um torturante band-aid no calcanhar
  • Encefalite, faringite, gripe e leucemia e o pulso ainda pulsa
  • Bichos escrotos venham enfeitar meu lar, meu jantar, meu nobre paladar!
  • Eu não gosto de padre, eu não gosto de madre, eu não gosto de frei, eu não gosto de bispo, eu não gosto de Cristo, eu não digo amém
  • É de manhã, vem o sol mas os pingos da chuva que ontem caiu inda estão a brilhar
  • Seu garçom, faça o favor de me trazer depressa uma boa média que não seja requentada
  • Eu abri a porta devagar, mas deixei a luz entrar primeiro
  • Dotô, jogava o Flamengo, eu queria escutar
  • Saudade, diga a esse moço, por favor, como foi sincero o meu amor, ...
  • Com certeza já morreu ou então felicidade é brinquedo que não tem
  • Será que algum dia eles vêm aí cantar as canções que a gente quer ouvir?
  • Tem que ser selado, registrado, carimbado, avaliado, rotulado se quiser voar!
  • Quem não tem colírio, usa óculos escuros
  • Não quero chá, não quero café, não quero Coca-Cola, me liguei no chocolate
  • Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer
  • A gente não quer só comida, a gente quer saída para qualquer parte
  • O desespero de ser nada além de mim
  • A televisão me deixou burro muito burro demais
  • Jesus não tem dentes no país dos banguelas!!
  • Você vai morrer e não vai pro céu, é bom aprender: a vida é cruel
  • Uma coisa de cada vez, tudo ao mesmo tempo agora
  • É goiabada cascão com muito queijo, depois café...
  • É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã
  • Quem me dera, ao menos uma vez, que o mais simples fosse visto como o mais importante
  • Você sabe o que é ter um amor, meu senhor, ter loucura por uma mulher?
  • Felicidade foi-se embora e a saudade no meu peito ainda mora
  • Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou mas tenho muito tempo
  • Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração
  • Todo artista tem que ir aonde o povo está
  • Hoje eu quero a rosa mais linda que houver, quero a primeira estrela que vier, para enfeitar a noite do meu bem
  • Eu sou apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco
  • O meu pai foi peão, minha mãe, solidão, meus irmãos perderam-se na vida em busca de aventuras
  • Eu vi Moisés cruzar o Mar Vermelho, vi Maomé cair na terra de joelhos, eu vi Pedro negar Cristo 3 vezes diante do espelho
  • Eu devia estar feliz porque consegui comprar um Corcel 73
  • Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
  • Você tem dois pés para cruzar a ponte. Nada acabou!
  • Cada vez que eu me despeço de uma pessoa pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela última vez
  • Vem, vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer
  • Se você sentir saudade, por favor não dê na vista, bate palmas com vontade, faz de conta que é turista
  • Me trouxe uma bolsa já com tudo dentro: chave, caderneta, terço e patuá, um lenço e uma penca de documentos pra finalmente eu me identificar
  • Agonizou no meio do passeio público, morreu na contramão atrapalhando o tráfego
  • E então ela se fez bonita como há muito tempo não queria ousar, com seu vestido decotado cheirando a guardado de tanto esperar
  • Você vai se amargar vendo o dia raiar sem lhe pedir licença e eu vou morrer de rir que esse dia há de vir antes do que você pensa
  • ... Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos, com tantos segredos lindos e indecentes
  • Mas posso evitar o drama se aquela formosa dama esta noite me servir
  • Na desordem do armário embutido meu paletó enlaça o teu vestido e o meu sapato inda pisa no teu
  • E agora eu era um louco a perguntar o que é que a vida vai fazer de mim?
  • Esse silêncio todo me atordoa, atordoado eu permaneço atento na arquibancada pra a qualquer momento, ver emergir o monstro da lagoa
  • Procurando bem, todo mundo tem pereba, marca de bexiga ou vacina, e tem piriri, tem lombriga, tem ameba, só a bailarina que não tem
  • Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo e com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo
  • Onde o mar arrebenta em mim o lamento de tantos "ais"
  • Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória, mudando como um Deus o curso da história por causa da mulher
  • Ensinai-me, oh Pai, o que eu, ainda não sei! Mãe Senhora do Perpétuo, socorrei!...
  • Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto, chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto, é que Narciso acha feio o que não é espelho
  • Onde queres o ato, eu sou o espírito, onde queres ternura, eu sou tesão, Onde queres o livre, decassílabo
  • Ela pensa em casamento e eu nunca mais fui à escola sem lenço e sem documento
  • Durante toda a viagem, que realizas do nada, através do qual carregas o nome da tua carne...
  • E o meu jardim da vida ressecou, morreu, do pé que brotou Maria, nem margarida nasceu
  • Você deságua em mim, e eu, oceano, me esqueço que amar é quase uma dor
  • Meu bem querer é segredo, é sagrado, está sacramentado em meu coração
  • Por ser exato, o amor não cabe em si; por ser encantado, o amor revela-se, por ser amor, invade e fim!!
  • O amor é um grande laço, um passo pr'uma armadilha, um lobo correndo em círculos pra alimentar a matilha
  • Vai além de onde eu vou, do que sou, minha dor, minha Linha do Equador
  • Um dia triste, toda fragilidade incide e o pensamento lá em você, e tudo me divide
  • Eu não sei se vem de Deus do céu ficar azul, ou virá dos olhos teus essa cor que azuleja o dia...
  • São Jorge, por favor, me empresta o dragão! Mais fácil aprender japonês em braile
  • Nada a temer senão o correr da luta, nada a fazer senão esquecer o medo
  • Quando você foi embora fez-se noite em meu viver
  • Qualquer maneira de amor vale amar
  • Se alguém perguntar por mim diz que fui por aí levando um violão debaixo do braço
  • Levava um canivete no cinto e um pandeiro na mão e sorria quando o povo dizia: sossega leão, sossega leão
  • Levanta e serve um café que o mundo acabou!
  • Duvido que ele tenha tanto amor e até os erros do meu português ruim
  • Mas o meu silêncio foi maior e na distância morro todo dia sem você saber
  • Índia, seus cabelos nos ombros caindo, negros como a noite que não tem luar
  • Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
  • Pois sem você meu mundo é diferente, minha alegria é triste
  • Tudo em volta está deserto, tudo certo, tudo certo como dois e dois são cinco
  • Você não sabe até onde eu chegaria pra te fazer feliz
  • As flores do jardim da nossa casa morreram todas de saudade
  • Aquela esperança de tudo se ajeitar pode esquecer; aquela aliança, você pode empenhar ou derreter
  • Olha que coisa mais linda mais cheia de graça
  • Vou te contar, os olhos já não podem ver, coisas que só o coração pode entender
  • E eu que era triste, descrente deste mundo, ao encontrar você eu conheci o que é felicidade meu amor
  • Acorda amor, que eu sei que embaixo desta neve mora um coração
  • Só privilegiados têm o ouvido igual ao seu; eu possuo apenas o que Deus me deu
  • Foi com medo de avião que eu segurei pela primeira vez a tua mão
  • E as paralelas dos pneus n'água das ruas são duas estradas nuas em que foges do que é teu
  • Nunca mais meu pai falou: "She's leaving home" e meteu o pé na estrada, "Like a Rolling Stone..."
  • Por isso cuidado meu bem há perigo na esquina. Eles venceram e o sinal está fechado prá nós que somos jovens
  • Afinal de contas não tem cabimento entregar o jogo no primeiro tempo
  • Jogue a cópia das chaves por debaixo da porta que é pra não ter motivo
  • Pede a banda pra tocar um dobrado. olha nós outra vez no picadeiro
  • Pai, eu cresci e não houve outro jeito, quero só recostar no teu peito a pedir pra você ir lá em casa e brincar de vovô com meu filho no tapete da sala de estar
  • O sol há de brilhar mais uma vez, a luz há de chegar aos corações, do mal será queimada a semente, o amor será eterno novamente
  • Mas se a Deborah Kerr que o Gregory Peck
  • Amor é divino, sexo é animal, amor é bossa nova, sexo é carnaval
  • Minha saúde não é de ferro, não, mas meus nervos são de aço
  • Ela agora está vivendo com esse tal de Roque Enrow!
  • Os ladrões e as amantes, meus colegas de copo e de cruz me conhecem só pelo meu nome de menino Jesus
  • Foi quando meu pai me disse: Filha, você é a ovelha negra da família!
  • Mas louco é quem me diz e não é feliz, não é feliz
  • E lá no fundo azul na noite da floresta. a lua iluminou a dança, a roda, a festa
  • E a gente vive junto e a gente se dá bem, não desejamos mal a quase ninguém
  • Talvez eu seja o último romântico dos litorais desse Oceano Atlântico
  • Não imagine que te quero mal, apenas não te quero mais
  • Alguém me vê, nada acontece, não sei por que, se eu não perdi nenhum detalhe, onde foi que eu errei?
  • Aonde quer que eu vá levo você no olhar
  • Me diz o que é que eu tenho de mal ô ô, por que você não olha pra mim. por trás dessa lente tem um cara legal
  • Quem vai pagar as contas desse amor pagão, te dar a mão, te trazer à tona prá respirar
  • Tornei-me um ébrio e na bebida busco esquecer. Aquela ingrata que eu amava e que me abandonou.
  • Será, será que será, que será, a incompetência da América católica que sempre precisará de ridículos tiranos?
  • Tira essa bermuda que eu quero você sério
  • Na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sapê
  • Larga logo desse espelho
  • Não reparou que eu tô até vermelho
  • Meu carro é vermelho, não uso espelho pra me pentear
  • Onde eu possa plantar meus amigos, meus discos e livros e nada mais
  • Eu organizo o movimento, eu oriento o carnaval, eu inauguro o monumento no planalto central do país
  • Oh! Comandante, capitão, tio, brother, camarada, chefia, amigão, desce mais uma rodada
  • Eu quero entrar na rede, promover um debate, juntar via Internet, um grupo de tietes de Connecticut
  • É de manhã, vem o sol mas os pingos da chuva que ontem caiu ainda estão a brilhar
  • Ser feliz é tudo que se quer! Ah! Esse maldito fecho éclair
  • Peguemos todas nossas coisas e fumos pro meio da rua apreciá a demolição
  • Sou filho único, tenho minha casa para olhar e eu não posso ficar
  • Teu olhar mata mais do que bala de carabina, que veneno e estriquinina, que peixeira de baiano
  • Nunca mais quero o seu beijo mas meu último desejo você não pode negar
  • Quando eu morrer, não quero choro nem vela quero uma fita amarela gravada com o nome dela
  • Um pierrô apaixonado que vivia só cantando, por causa de uma colombina, acabou chorando
  • A estrela d'alva no céu desponta e a lua anda tonta com tamanho esplendor
  • Você traz a Coca-Cola eu tomo, você bota a mesa, eu como, eu como, eu como, eu como, eu como você
  • Ouça-me bem, amor, preste atenção, o mundo é um moinho´, vai triturar teus sonhos, tão mesquinhos, vai reduzir as ilusões a pó
  • Virá impávido que nem Muhammad Ali
  • Terra! Terra! Por mais distante o errante navegante, quem jamais te esqueceria?
  • Meu Amigo volte logo, venha ensinar meu povo, o amor é importante, vem dizer tudo de novo
  • Das lembranças que eu trago na vida você é a saudade que eu gosto de ter, só assim sinto você bem perto de mim outra vez
  • De todos os lugares vinham aos milhares e em pouco tempo eram milhões
  • E é cinqüenta e quatro, cinqüenta e quatro, o número do seu sapato
  • Hoje trago em meu corpo as marcas do meu tempo, meu desespero, a vida num momento, a fossa, a fome, a flor, o fim do mundo...
  • Tem alvorada, tem passarada, alvorecer, sinfonia de pardais, anunciando o anoitecer
  • Trama em segredo teus planos, parte sem dizer adeus, nem lembra dos meus desenganos, fere quem tudo perdeu
  • Dinheiro na mão é vendaval, dinheiro na mão é solução e solidão!
  • Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar!
- Acréscimos dos amigos
  • Sabe lá, o que é não ter e ter que ter pra dar
  • Pode abrir a janela, noites com sol são mais belas, certas canções são eternas, deixa o sol entrar
  • Se acaso numa curva, eu me lembro do meu mundo, eu piso mais fundo, corrijo num segundo, não posso parar
  • Eu sei que esses detalhes vão sumir, na longa estrada, do tempo que transforma todo amor, em quase nada
  • Tire o seu sorriso do caminho que eu quero passar com a minha dor
  • Aqui eu não pago aluguel, se eu morrer amanhã, seu doutor, estou pertinho do céu
  • Por você... (eu) desejaria todo dia, a mesma mulher
  • Tua boca do lixo Escarra o sangue De outra hemoptise No canal do mangue
  • Mas a lua furando nosso zinco salpicava de estrelas nosso chão. Tu pisavas nos astros distraída...
  • Quando estou nos braços teus, sinto o mundo bocejar. Quando estais nos braços meus, sinto a vida descansar
  • Com açúcar, com afeto, fiz seu doce predileto, pra você parar em casa... qual o quê!
  • Tira as mãos de mim, põe as mãos em mim, e vê se o fogo dele guardado em mim, te incendeia um pouco
  • Amanhã, vai ser outro dia, amanhã, vai ser outro dia
  • Me agarrei no teu cabelo, no teu pelo, teu pijama, no teu pé, aos pés da cama
  • Esta terra ainda vai cumprir seu ideal, ainda vai tornar-se um imenso Portugal!
  • Bico calado, muito cuidado, que o homem vem aí...
  • Seus filhos erravam cegos pelo continente, levavam pedras feito penitentes, erguendo estranhas catedrais e para terminar uma frase de amor...
  • O amor não tem pressa, ele pode esperar em silêncio num fundo de armário, na posta-restante, milênios, milênios no ar
  • Um simples canalha mata um rei em menos de um segundo..
  • E há que se cuidar do broto pra que a vida nos dê flor, flor e fruto
  • Amo-te muito como as flores amam o frio orvalho que o infinito chora

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

You Like Me Too Much - 1ª dobradinha de George

 Esta é 3ª canção do Lado B álbum HELP! 

a história do álbum, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 27 canções de Amor por Garotas

                                        as demais 26 canções de mesmo Assunto e Classe, neste LINK

Atenção, canções com títulos em vermelho são links que levam a análises sobre elas.


 10. You Like Me Too Much   (Love Girl Song by George Harrison)

George declara: '... dizendo que não haverá outra vez se eu não te tratar bem. Você nunca me deixará e você sabe que é verdade porque você gosta muito de mim e eu gosto de você
George Harrison estava num ano excepcionalmente produtivo. Após um 1963 e um 1964 que viram apenas uma canção do guitarrista (Don’t Bother Me, em “With The Beatles”), em 1965 ele produziu 4 (quatro) canções dignas de nota, que passaram pelo crivo do ‘compositores-chefe’, os imbatíveis Lennon/McCartney. Uma delas, inclusive, mereceu aparecer no filme HELP!, como falei aqui mais em cima (I Need You), duas viriam no segundo álbum do ano, em dezembro, e esta que ora vos descrevo. Ela esteve, inclusive, entre as finalistas para aparecer no filme, mas escorregou pra o Lado B.  
 
Em uma avaliação apressada de minha parte, classifiquei-a como Love Song mas, na verdade, está mais para uma DR. Afinal, ele reclama que ela o deixou de manhã, mas tinha certeza que ela voltaria de noite "'Cause you like me too much and I like you!". Ao final, a promessa/confissão "There’ll be no next time, I admit that I was wrong"  foi suficiente. Se foi realmente baseado em um episódio da vida real dele com a namorada Pattie Boyd, não há a certeza, mas é provável, afinal ele e os amigos davam muuuitos motivos, com a sequência de traições durante as excursões do quarteto, e elas sabiam disso. O fato é que George e Pattie acabaram se casando em janeiro do ano seguinte, portanto, o amor venceu, e vou deixar a canção classificada como Love Song. 
 
Musicalmente, ela veio ao mundo em 17 de fevereiro de 1965, a 2ª sessão de gravação para o futuro álbum. Foram 8 takes no total. Pra mim, o destaque absoluto vai para o piano!! Primeiro, na introdução fenomenal que é tocada por Paul (lembrem-se que eu falei acima que ele estava muito focado em seu aperfeiçoamento no instrumento). E ele pega o baixo no resto da base, que tinha o ritmo levado por George no violão, Ringo na bateria e John no pandeiro, especialmente forte nas pontes! Quando chega a sessão solo com os acordes dos versos ao fundo, a guitarra de George se embrenha num lindo duelo com o piano, desta vez tocado por Paul e George Martin, sentados lado a lado, em overdubs sensacionais. Brilhante! John assume o piano ao longo dos versos, com som incrementado por eco. Entendeu a importância do piano nessa canção? O instrumento teve três 'tocadores' na mesma canção, e o som alterado: além do eco citado, o hoje famoso Leslie Speaker foi acionado para o piano levado a quatro mãos que duelou com a guitarra. Os vocais vieram também em overdubs, George no lead vocal e John e Paul nos backing vocals, com o diferente detalhe de que a harmonia grave aqui é de Paul, nas vezes em que George canta o título da canção e nas pontes!
 
Aliás, falando em ponte, George inova, fazendo com que ela seja um complemento à última frase do verso anterior, ao mesmo tempo que introduz o verso seguinte. Explicando melhor: o Verso 2 termina com "and I like you." E vem a ponte e complementa a frase com "I really do... ", ela segue, e finaliza com "...if you leave me", mas aí vem o verso 3 pra terminar a frase "I will follow you... " Genial! Seus geniais companheiros letristas nunca haviam feito isso! Apesar de ensinar essa lição aos super-maiorais, ele mostra que aprendeu duas outras: 1. A não repetição – os três versos são diferentes entre si e 2. As rimas que chamaríamos  ricas em português, na grande maioria das vezes: "true" com "you" e com "do", "nerve" com "deserve", "wrong" com "belong", "right" com "tonight". Um primor!! Parabéns, George!!   
 
Para terminar, nem pensar, claro em tentar tocar You Like Me Too Much ao vivo, né. Impossível Paul estar no piano E no baixo ao mesmo tempo! E nem pensar também que americanos e brasileiros pudessem ouvi-la como foi lançado no oficial britânico, ela não fez parte do álbum HELP! lançado nos EUA e no Brasil, com o detalhe que os gringos a ouviram antes mesmo dos ingleses, num álbum chamado Beatles VI . No Brasil foi relegado a mais um daqueles EPs com 4 canções. Vou deixar aqui o LINK da original, porque há que se admirar aqueles três pianos a seis mãos.

It's Only Love, ai ai ai!

 Esta é 2ª canção do Lado B do álbum HELP! 

a história do álbum, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 19 canções com DR com garotas

                                        as demais 18 canções de mesmo Assunto e Classe, neste LINK

Atenção, canções com títulos em vermelho são links que levam a análises sobre elas.


9. It´s Only Love  (DtR Girl Song by John Lennon)

John discute: 'Por que sou tão tímido quando estou ao seu lado? É só amor, e isso é tudo. Por que deveria me sentir do jeito que sinto? É só amor e isso é tudo mas é tão difícil amar você'
Gravada após as filmagens do longa-metragem, em 15 de junho de 1965, na 11ª e última sessão de gravação para o álbum HELP!, a canção foi feita sob encomenda para completar as 14 necessárias.  Ela é desprezada pelo autor. John considerava sua letra abominável! Por que será? Será por causa da brincadeira poética de rimar 29 vezes o som do fonema ‘ī’, ou 'ai' em português, gerado em palavras como ‘right’, ‘beside’, ‘butterflies’, ‘why’, ‘shy’, ‘time’, ao longo dos versos (2) e pontes (2)? É, pode ser, mas eu e milhares (milhões?) de fãs adoramos a brincadeira. 
 
É uma perfeita DR em que John discute o relacionamento, declarando sua adoração (“When you sigh, my mind inside just flies”) no 1º verso, e até vê borboletas, mas depois migra para uma autocomiseração na 1ª ponte (”Why am I’m so shy when I’m beside you”, passando por uma reclamação (”Is it right that you and I should fight every night?”), pra depois chegar ao refrão sentido, concluindo que ”It's only love and that is all, how should I feel the way I do, .... but it's so hard loving you!”. Eu, de minha parte, acho perfeito! Aliás, esta estrutura é até didática, note como a ponte é uma ligação (como toda ponte que se preze) entre a proposição do verso e a conclusão do refrão! Em seguida, a fórmula se repete com mais um verso e mais uma ponte, ambos com exaltações e lamentações diferentes, e a repetição do refrão. 
 
Musicalmente, a base é John no violão grave, George em outro, mas agudo, Paul no baixo, Ringo na bateria. No projeto Anthology, veio à tona o Take 2, uma versão linda, onde se notam bem os violões nos quatro compassos da introdução, e também a bateria de Ringo no hi-hat (chimbal) e na borda da caixa, ao longo de toda a canção, delicie-se neste LINKNos overdubs, Ringo acrescenta um pandeiro, e George, aquelas magníficas passagens de guitarra de cinco notas descendentes. E elas vêm ao mundo incrementadas pela passagem num Leslie speaker, que passaria a ser usada em muitas canções, não somente sobre guitarra, mas também, piano, bateria e até voz, que foi aliás o efeito que se ouve na voz de John em Tomorrow Never Knows. E é de John, aliás a única voz que se ouve em It's Only Love, sendo que ele dobra a própria voz no refrão, e ainda oferece um falsete perfeito na conclusão, "... only youuu -uuuuu- uuuu"  brilhante. John também acrescenta aquelas puxadas na guitarra nos versos, três a cada compasso nos versos. E tudo finaliza numa conclusão parecida com a introdução, um pouquinho estendida!  Aliás, quando ouvirem a versão oficial, em estéreo, prestem atenção que o ouvido direito ouve todos os overdubs listados, desligue o ouvido esquerdo e encante-se! Mesmo sem dar muito valor à canção, o conjunto ficou ótimo, mas não o suficiente para motivá-los a tocarem-na ao vivo. Se outras canções melhores ficaram de fora dos shows, esta, então, muito menos valorizada, claro que nunca viu a luz do sol num palco qualquer da vida. 
 
Os americanos nem a conheceram na mesma época que o resto do mundo, porque a Capitol Records lançou, no Lado B do álbum, as instrumentais que George Martin orquestrou para o filme. Ela viria a ser lançada no Rubber Soul americano no final do ano, outra confusão que fizeram no catálogo dos Beatles, que não gostavam nadinha do que faziam do outro lado do Atlântic. Por isso que eu nem perco tempo com aquela salada  americana. Aliás, tampouco nós, brasileiros tivemos a honra de conhecer It's Only Love em nosso álbum HELP! O Lado B era outra salada!!! Nem Yesterday veio!! Essas duas vieram num EP lançado meses depois do LP com outras duas do álbum. Veja ao lado! 

domingo, 17 de outubro de 2021

Bond 25 - o que posso dizer?


Vocês podem imaginar a emoção minha 

ao ver esta imagem que resolvi registrar, 

ilegalmente!














Notaram a envoltória que se apresentava? Aquela escuridão ao redor da imagem era proporcionada pelo ambiente, a sala escura da projeção de cinema. Há 20 meses eu não entrava num ambiente como esse. Foi a primeira vez que eu e a família saímos de casa juntos para um evento de lazer, de qualquer espécie. A pandemia nos prendeu em casa esse tempo todo. Nada de almoço fora (o que siginifica 'restaurante'?), nada de shopping, nada de viagem, nada de …. cinema. Mas a ocasião pedia. 

Deu pra reconhecer a imagem? Não? Está meio turva né? Será que tremi na hora do click? Provável, mas certamente deveria ter filmado, e depois tirar um still… ficaria perfeito  … mas assim também ficou bom… retrata a emoção do momento, meu coração batia forte. É a famosa Gun Barrell Sequence, com 007 apontando a arma para a câmera, assinatura da franquia. Ela completou 59 anos no último dia 5, quando Dr. No, o primeiro filme de James Bond, estreou em Londres, aliás, mesmo dia, mês e ano em que The Beatles estrearam, em disco, isso mesmo! Todo ano, eu celebro essa coincidência histórica (link). A cena esteve presente em todos os filmes de 007, acompanhada dos acordes criados por Monty Norman (ou por John Barry, há controvérsias judiciais), o James Bond Theme, não seria diferente agora, no 25º da franquia de cinema mais longeva da história, prestes a virar sessentona. Nós, bondmaníacos, referimo-nos ao filme como Bond25.

Pausa para o espanto dos amigos

Mas como assim, Homerix, 

o novo filme de James Bond estreou em 30 de setembro e 

VOCÊ AINDA NÃO VIIIUU?

Você, que se diz como especialista em James Bond, tem o logotipo 007 como um dos quatro pilares de seu blog, e que ganhou um prêmio em nível nacional por seu conhecimento sobre os filmes, não estava na estreia mundial do filme? 

Como??

Fim da pausa para o espanto dos amigos

Vamos à justificativa, mas, antes, você soube desse prêmio? Não? Veja aqui a história de minha maior glória, meus primeiros 15 minutos de fama (houve outra ocasião!), aqui, neste link.

Adiei em três semanas esse momento, até que meus filhos completassem as duas semanas pós 2ª dose da vacina, garantindo mais segurança de imunização… além de escolher uma sala que tivesse o menor risco de aglomeração possível… aqui no Lagoon, que já em tempos normais nunca teve grande público. E lá estávamos nós, mascarados 100%, e sem qualquer vestígio comestível que nos obrigasse a retirar a proteção. Pipoca e Coca Cola, nem pensar! Enfim, cercamo-nos de todas as precauções. Ajudou bastante o horário, duas da tarde de uma quinta-feira. Junto a nós, outras 7 ou 8 pessoas. Sentimo-nos seguros!!

O novo filme, 'No Time To Die', no Brasil conveniente e pessimamente traduzido como 'Sem Tempo Para Morrer' seria lançado em março de 2020 ... juntou o nome à pessoa? Sim, o mês em que foi declarada a pandemia de Coronavírus, mas até mesmo antes disso, os produtores se anteciparam a toda a indústria do cinema, e o filme foi o primeiro grande filme a ter sua estreia adiada por conta disso.

Bem, de volta ao relato, mas antes ...

Pausa para uma série de Múltiplos de 5

  • O 25º filme de 007 é o 5º com Daniel Craig no papel de James Bond, contra 6 de Sean Connery, 1 de George Lazenby, 7 de Roger Moore , 2 de Timothy Dalton, e 4 de Pierce Brosnan.
  • Daniel Craig completou 15 anos no papel do espião mais famoso do planeta, constituindo-se no mais longevo da franquia, pois à época de Connery chegou a se fazer um filme por ano, e na de Moore, era um filme ano sim, ano não.
  • Daniel Craig ganhou um cachê fixo de US$ 25 Milhões por seu trabalho como ator neste filme, totalizando perto de US$ 70 milhões nos 5 filmes, afora o bônus de bilheteria deste último que poderá lhe render outros múltiplos de US$ 5 Milhões. Não sei bem quanto os outros atores ganharam, mas decerto foi menos que Craig, mesmo em moeda corrigida. Sei, sim, do cachê que Sean Connery recebeu para retornar ao papel, em 1971 (Diamons AAre Forever) depois de abandoná-lo em 1967 (após You Only Live Twice). Foi um recorde absoluto na história do cinema, de £$ 1 Milhão, que ele doou para a caridade! Mesmo corrigindo o valor para a moeda de hoje, resultaria em US$ 17 Milhões.
Quer mais um múltiplo de 5? 
  • US$ 100 Milhões! Sabe o que é isso? É quanto ele vai ganhar da NetFlix para fazer mais dois filmes no papel do impagável detetive texano Benoit Blanc, que nos encantou a todos em ‘Entre Facas e Segredos’ um dos melhores filmes de 2019, que eu resenhei aqui, neste link, e que eu recomendo fortemente. Bem, isso tudo faz de Daniel Craig o ator mais bem pago do momento na indústria do cinema!

Fim dos Múltiplos de 5


Daniel Craig foi o 6º ator a personificar o personagem criado por Ian Fleming na década de 1950, e marcou uma revolução na franquia. A trama se tornou menos caricata, mais séria. Em seu primeiro filme, Casino Royale (link), James Bond sofre, James Bond falha, James Bond se machuca, e, mais importante, James Bond se apaixona (*). Seu amor morre, e o 2º fillme, Quantum of Solace (link), começa com a ação seguinte à última cena do 1º filme e ele vai atrás de vingança, portanto, é uma sequência, novidade na franquia. Uma marca é o abandono de alguns clichês que ficaram famosos, em especial o ‘Shaken Not Stirred’, entendedores entenderão. 

E por ser uma sequência, em Quantum of Solace ele não fala o famoso ‘Bond, James Bond’, a fala mais famosa do cinema, pois já a proferida no finalzinho de Casino Royale. Nós, fãs, já estávamos nervosos por não tê-la ouvido em duas horas e meia de filme, ao apresentar-se ao assassino White, lembre-se deste nome. No 3º filme, Skyfall (link), ocorre uma busca das origens, retornam alguns clichês famosos e no 4º, Spectre (link), aparece o maior vilão de todos, da época de Sean Connery e Roger Moore, o cruel Blofeld em mais um notável trabalho de Christoph Waltz, e então conhecemos a linda Madeleine (Lea Seydoux), filha de White (olha ele aqui de novo... e tem mais!), uma bond girl que sai do papel de um mero e lindo objeto sexual de Bond, e o ajuda a se safar de boas, também uma novidade. 

(*) James Bond se casou, de papel passado, em On Her Majesty's Secret Service', de 1969 , com Tracy, magnificamente interpretada por Dianna Rigg, que nos deixou recentemente após abrilhantar Game of Thrones na pele de Lady Oleana Tyrrell

Bem, hora de falar sobre o novo filme ... e de me despedir deste relato .....

NAO POSSO FALAR NADA SOBRE O FILMEEE!!! 

Nunca o segredo foi tão importante! Como foi difícil segurar esse segredo! Ele era tão importante que foi o 1º filme importante, em décadas, a não ter pré-estreia para a imprensa!

Apenas posso dizer que o filme é FANTÁSTICOOO!!!!

Ri, gritei, me arrepiei, e até chorei!

NÃO PERCAAAAAMM!!

FUI!

Era assim que eu iria terminar este post, só que não... 

Vamos a alguns detalhes que podem ser abertos. Decidi após ver uma sensacional entrevista do elenco do filme a Graham Norton (recomendo muito assistir, neste link). E na primeira pergunta sobre do que se tratava a trama, Craig respondeu que não podia contar nada! 

Então, vou contar apenas o que eles contaram, que foi quase nada. 

  • Lea Seydoux, que faz a Madeleine, filha de White, está de volta, o que é outra novidade. Foi a primeira Bond Girl a aparecer em dois filmes! O filme começa com uma cena do de um passado remoto, e depois vem um momento de continuação a Spectre, que terminara com James Bond prendendo Blofeld, o histórico vilão da franquia. Bond e Madeleine estão in love na Itália! O 5º filme, é, portanto, mais uma continuação. Então, o personagem White virou recorrente, apareceu (ou foi mencionado) em 4 dos 5 filmes da Era Craig.
  • Blofeld está de volta, numa ótima ponta de Waltz, mas é Rami Malek, ganhador do Oscar por seu papel de Freddie Mercury em Bohemian Rapsody, quem rouba a cena como o espetacular vilão Lutzifer Safin, que tem a cara toda ferida por conta de .... não posso contaaar ... e é excelente essa parte da entrevista, quando perguntado o motivo daquilo, Malek olha para Craig, buscando por ajuda, todos ali pisavam em ovos para não revelar coisas importantes à trama, e Craig responde 'Alergia!', para riso geral. E tem um outro momento genial, quando conta que Craig ficou impressionado com uma reunião que fizeram para melhorar a cena, por sugestão do Malek. Ao terminá-la, deu-lhe um abraço e um beijo no rosto, e Malek disse: 'Será que eu me qualificaria a partir de agora como Bond Girl?'  Riso geral mais uma vez.
  • Ana de Armas, atriz revelação da nova geração, cubana, de 23 anos, já concorreu ao Globo de Ouro por Entre Facas e Segredos, já consegue uma participação num filme de James Bond no papel de uma estonteante agente da CIA, agência do governo americano, veja no filme como, com apenas '3 semanas de treinamento', uma linda morena consegue ajudar um veterano agente da MI-6, agência do governo inglês. Aliás, falando nisso, posso contar também que o famoso agente Felix Leiter, da CIA, está de volta para auxiliar nosso herói...
  • Lashana Lynch, jamaicana, interpreta Nomi, a primeira negra (mais uma novidade) a integrar o seleto grupo do 'dâboloueigent', ou seja, Agente 00, a ganhar da Rainha a Permissão Para Matar e, na entrevista, por conta do mistério sobre que número ela seria.
  • É a primeira vez que a fala 'Bond, James Bond' é  falada duas vezes em um mesmo filme, portanto, a contar que em QoS, ela não foi falada, portanto, em 25 filmes ele foi falada 25 vezes, média de uma vez por filme, tudo certo! O mais interessante aqui é que a segunda vez ela é proferida por outro personagem... de uma maneiro muuuito tocante... só vendo o filme.....
  • Finalmente, uma discussão sobre o título: repararam que lá em cima que eu chamei de 'conveniente' e 'péssima'. Deixo aqui apenas dois prefixos que podem preceder o título, perfazendo uma frase completa. Poderia ser "I have" ou "This is".... e eu deixo o raciocínio de vocês trabalhar... E depois de verem o filme, voltem a falar comigo!!

sábado, 16 de outubro de 2021

Songfacts de Homerix - A Pilha Sonora

 Todo domingo (19:00), com reprise na quinta-feira (21:00), 

no Programa Beatlemania, pela UNIARA FM 100,1 MHz, de Araraquara!


O programa, apresentado por Beto Neves, é ótimo!

Tem seções espetaculares!

Eu participo na Seção SongFacts,

contando a história de uma canção dos Beatles.

Para ouvir ao vivo, é só usar este link, nas horas programadas

http://radio.uniara.com.br:88/broadwavehigh.mp3


Pra quem perdeu algum áudio, manterei no blog um registro dos programas neste post dinâmico, atualizado sempre que chegar um novo áudio!

Como toda boa pilha, 

o áudio mais recente estará sempre em cima!.

Para ouvir, clique em Áudio

Ele é um resumo, de aproximadamente 3 minutos, da análise que fiz da canção no blog, por escrito, sua letra, estrutura, gravação, lançamento e recepção.

Para ler a análise completa, clique em Análise!

Para se ter uma ideia, a leitura pura e simples da análise leva no mínimo 6 minutos. Foi um doloroso esforço de síntese.

Os Áudios com (*) já contam com inserções musicais do DJ Paulo Seixas, 

do outro programa que recebe minhas falas, este lá d'Angola,

o Submarino Angolano, todo sábado às 13 horas! 


12. If I Fell

                         Áudio (*)                                Análise


11. I'll Be Back (1963)

                                 Áudio                                    Análise


10. Piggies  (1968)

                                 Áudio                                    Análise


9. It Won't Be Long  (1963)

                                 Áudio                                    Análise


8. Hey Bulldog  (1969)

                                 Áudio                                    Análise


7. Misery  (1963)

                                 Áudio                                    Análise


6. We Can Work It Out  (1965)

                                 Áudio                                    Análise


5. You Won't See Me  (1965)

                                 Áudio                                    Análise


4. Ticket To Ride   (1965)

                                 Áudio                                    Análise


3. Penny Lane   (1967)

                                 Áudio                                    Análise


2. Here There and Everywhere  (1966)

                                 Áudio                                    Análise


1. Magical Mistery Tour  (1967)

                                 Áudio                                    Análise


A próxima canção analisada será Hey Bulldog e vai ao ao logo no próximo domingo!

Fique atento!!




If I Fell + BBC + Let It Be novo?? Só aqui, no Submarino Angolano!!

Passadas as emoções da despedida de Lizzie Bravo, vida que segue, voltamos aos Songfacts normais. 

Nosso DJ Paulo Seixas estendeu maravilhosamente meu áudio sobre If I Fell, com mostra do Demo de John Lennon, e me deu um presente: precedendo minha primeira cantoria, um áudio da cena do filme A Hard Day's Night

AMEEEEI!! 

Senti-me como se fosse John falando para Ringo

e, antes da versão de estúdio que finaliza o áudio de 9 minutos, ofereceu uma eletrizante versão Ao Vivo!!! Paul dá show ... dá pra sentir que é mais rápida! Note que quando retorna da segunda ponte, a bateria de Ringo está mais vigorosa, e a plateia vai à loucura!!!

E já disponibilizou pra mim. 

Ouça, neste LINK IF I FELL


E ouça como ficou inserido na excelente programação de hoje, 

neste PodCast, neste LINK 

Venha conferir comigo!! 

Além, claro, das atrações do programa

Teve Beatles fazendo Covers na BBC 

A história da  Canção com Beatles cantando ao fundo,

depois a versão original que inspirou os Beatles

depois a versão Beatles daquele canção original, 

hoje canções de  Ray Charles e Chuck Berry!

Depois vem meu áudio de If I Fell, com ótimas inserções!

Teve uma seleção esperta de nosso DJ Paulo Seixas, 

dos 5 CDs DeLuxe do novo lançamento Let It Be, 

com os embriões de Something, Oh Darling, Gimme Some Truth e outras!


TUDO ISSO E O CÉU TAMBÉM JÁ ESTÁ NO PODCAST 

ADOOORO A ABERTURA DO PROGRAMA 

E AS DIVERSAS INSERÇÕES AO LONGO!


Aqui, os links dos primeiros áudios que cruzaram o Atlântico

Minha apresentação neste LINK

A gênese da capa do LP Abbey Road, neste LINK

As 8 condições SineQuaNon dos Beatles, neste LINK

Minha análise de Misery estendida, neste LINK

Minha análise de Ticket To Ride estendida, neste LINK

Minha análise de It Won't Be Long estendida, neste LINK

Minha viagem comparando Imagine com Star Trek, neste LINK

Minha análise de You Won't See Me estendida, neste LINK

Minha homenagem a Buddy Holly e Don McLean, neste LINK

Minha homenagem a Lizzie Bravo + Across The universe, neste LINK


Já sabe, né? Próximo sábado, 13 Horas, entre em

http://radios.sapo.ao/lac


________________________________


16/10/2021 | 3º Versões na BBC | O Submarino Angolano | LAC - 95.5 FM | Angola
- "It Must Be Jesus" dos Southern Tones, 1954
- "I Got A Woman" de Ray Chales, 1954 | The Beatles, Live At The BBC, 1963
- "Too Much Monkey Business" de Chuck Berry, 1957
- O contramestre Homerix, do Submarino Angolano, canta e encanta com a história de uma canção, os Songfacts de "If I Fell", de A Hard Days Night, de 1964.
- Let It Be 2021, publicado dia 15 de Outubro, e vários ensaios do CD 3