-

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Feedback - A Origem


Se gostar do que ler neste post

considere tornar-se seguidor do blog
botando seu email aqui ao lado >>>
A gente pode sempre se ver por aqui!!!
___________________________________
Eu uso a palavra 'Feedback' naturalmente, como se fosse uma palavra portuguesa, e procuro praticar sempre a ação que ela significa.....
A tradução mais utilizada para o termo em inglês é 'retorno'. Acho apropriado, mas penso não ser idêntico. Penso que ‘Retorno’ é uma reação a uma ação com solicitação de resposta. Entendo que Feedback abrange também reações a ações sem solicitação explícita. Não tenho uma posição firmada sobre o exato significado, mas assim me encaixa bem.
Aceito discussões.... aliás, aceito feedback!! O que agora, segundo eu, caracterizar-se-á como um retorno, já que foi solicitado.
Feedback é uma atitude que eu sempre pratico, seja na vida profissional ou na vida particular, mas só recentemente eu pensei em seu significado, em inglês....
Feed: do verbo To Feed, que significa 'Alimentar'
Back: advérbio 'de volta'
Entendendo o alimento no sentido figurado, pode ser entendido como alguma peça, texto, obra, uma ação que alimenta o espírito, a cultura, o âmago das pessoas, causam-lhes um efeito, e quando essas pessoas se sentem tocadas, marcadas, sensibilizadas pelo 'alimento' que receberam, sentem um desejo de 'alimentar' de volta, FEED BACK. Faz sentido, né? Enfim... Se você não dá Feedback, é porque a ação não te tocou, de forma nenhuma
Esse papo todo me fez lembrar umas regras de vida que meu recente amigo Fernando me ensinou, organizadas de forma interessante. Talvez já as tivesse ouvido em algum ponto de meus 57 anos (foi no ano passado), mas foi ele quem mas listou por último. 

Trata da Ética da Reciprocidade:

     Regra de ouro:
                        Fazei aos outros o que desejas que te façam.”
     Regra de prata:
                         Não fazei aos outros o que não desejas que te façam.”
     Regra de bronze:
                         “Fazei aos outros o que te fazem.”
     Regra de ferro:
                         Fazei aos outros o que quiseres, antes que te façam o mesmo.”

Exemplos históricos de quem pratica ou usa
Regra de Ouro: Jesus - comando do bem ativo
Regra de Prata: Buda - comando do bem passivo
Regra de Bronze: Talião - comando de retaliação
Regra de Ferro: ISIS - comando de prevenção
Enfim, as pessoas podem se reconhecer como praticantes das regras acima em certos episódios de suas vidas que podem variar de acordo com as circunstâncias. Preferencialmente, deveriam se concentrar mais das duas de cima para termos um mundo melhor, e botar a mão na consciência se a maioria de suas atitudes encaixar com as duas de baixo, mas aí é o livre arbítrio de cada um.

Aplicando a ética ao tema Feedback, eu procuro sempre aplicar a Regra de Ouro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário