-

terça-feira, 31 de julho de 2012

Mais e mais profundo!!!

No Facebook, meu amigo Ciro me chamou e travamos esse breve diálogo:
00:20
Homero, dê uma olhada no video sobre o Cascade & Chinook que postei no meu timeline. Afinal, vc faz parte da história por ter trabalhado aqui na PAI.

00:24
Obrigado, Ciro, pela lembrança de meu nome. Apesar de longe da operação, autorizei muitos pagamentos para a perfuração do poço pioneiro, e, claro, participei das reuniões que decidiram por sua perfuração... Vou lá, já!!!

00:25
Valeu. Foi por isso mesmo que disse que você faz parte da história. Espero que goste. Se gostar, divulgue, por favor. Abs,
Mas, claro que sim, Ciro!!

FPSO dos Campos de Cascade & Chinook
Explicando: a Petrobras começou a produzir o campo de Cascade, na parte americana do Golfo do México. O poço  produtor está em profundidade de água de 2.481 metros! A unidade de produção é do tipo FPSO, e vai produzir também o campo de Chinook, em breve. Trata-se da 1ª instalação marítima do tipo autorizada pelas rígidas autoridades americanas para operação naquelas águas. A sigla significa Floating Production Storage & Offloading. A produção chega do fundo do mar ao navio plataforma (FP), o óleo é processado e armazenado (S), e transferido para um segundo navio (O), que leva o produto até a costa. 

Até então, qualquer gota de petróleo produzida nas águas do Golfo somente chegava á terra atravésde oleodutos rígidos deitados em solo marinho. A Petrobras, especialista na técnica de transferência de óleo entre navios em alto-mar, inovou na 'America'. Mas para isso, investiu em tecnologia e segurança, para garantir que em caso de furacões, o navio plataforma possa ser rapidamente desconectado, sem risco de vazamentos. Um pouco disso tudo está mostrado no video ao final deste post. 

Locação das Descobertas no Golfo do México
Esclarecendo: eu era gerente financeiro da subsidiária  de nossa empresa (PAI), em Houston, e me lembro das primeiras reuniões em que o prospecto Cascade foi apresentado pelos geólogos à direção. Sabia-se do  do risco de pesquisar um novo conceito geológico, um novo play, como eles chamam... e do desafio de perfurar e produzir naquelas profundidades e com perspectiva de altíssimas pressões. O poço Cascade-1 acabou sendo o poço descobridor mais profundo perfurado pela Petrobras: quase 9 kilômetros da linha d'água ao fundo do poço, onde foi encontrada a jazida. Depois de Cascade, vieram Chinook e outras quatro descobertas no mesmo play, em que a Petrobras está presente, associada a grandes empresas do setor, como Shell, BP, Exxon e Chevron.

Vejam só o video!!! É impactante!!!

E opinem!

18 comentários:

  1. Darwin Magnus Leite31 de julho de 2012 07:11

    Esse vídeo é emocionante para qualquer brasileiro, pois representa a afirmaçáo do nosso país

    ResponderExcluir
  2. emocionante!! mesmo!!
    É pra se orgulhar!!
    nota 10 ,o video ta tao
    real que senti tontura rs

    abraços
    brasilis
    lady dell

    ResponderExcluir
  3. Já que o nosso velho Saul não pode se manifestar orgulhoso do filho engenheiro, manifesto-me eu, teu irmão beeem mais velho

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Homero, não tenho outra palavra a não ser a sua: impactante!
    Orgulho da nossa - e de todos os brasileiros - Petrobras.
    E, além de o vídeo ser maravilhoso, a trilha sonora é tudo, né?
    abs
    Anne

    ResponderExcluir
  5. Fantástico ,
    Abs. Murilo.

    ResponderExcluir
  6. Homerix,

    Notável. Esse projeto tem sido uma seqüência de desafios e de superações desde a consecução do negócio, da exploração, do projeto de desenvolvimento, dos contratos de bens e serviços, da produção. E seguem os desafios. Fico muito feliz em ver mais um dos êxitos da Petrobras.

    ResponderExcluir
  7. "Esta semana a Petrobras comunicou o falecimento do engenheiro alagoano Zephyrino Lavenere Machado Filho, aos 76 anos de idade, dos quais 52 anos de Petrobras.
    Zephyrino iniciou suas atividades na Petrobras em 1960 e deixou grandes contribuições para área de Exploração e Produção, principalmente para a Engenharia Submarina. Participou da criação do conceito de Sistema de Produção Antecipada, que norteou o desenvolvimento da Bacia de Campos, acelerando o processo produtivo e colocando o Brasil no mapa da produção de óleo no mar.
    Foi a primeira referência da Petrobras no desenvolvimento de equipamentos submarinos e dos sistemas de escoamento de óleo e gás no mar.
    Coordenou a equipe que extraiu o primeiro óleo comercial da Bacia de Campos e participou ativamente da evolução e desenvolvimento da Engenharia Submarina, que viabilizou a produção de petróleo em águas profundas.
    Como reconhecimento pelo seu trabalho, a Petrobras homenageou-o dando seu nome ao Laboratório Hiperbárico do Cenpes."

    Tive a sorte e o privilegio de, logo após a conclusão do Curso de Engenharia de Petróleo, ir trabalhar no GESPA onde Zephyrino foi meu primeiro chefe na Petrobras.
    Extraordinário profissional, desenvolveu e implantou não só diversas tecnologias inovadoras em sistemas de produção offshore mas também formou um grupo de profissionais especializado, qualificado e entusiasmado.
    Hoje a produção da Petrobras vem predominantemente de campos marítimos. Sem a contribuição do Zephyrino, nada disso teria sido possível ou, provavelmente teríamos trilhado outro caminho em termos de tecnologia offshore e submarina.
    O Sistema de Produção de Chinook/Cascade apresentado no video é neto dos Sistemas de Produção Antecipada idealizado nos anos 70/80, os quais deram à Petrobras o expertise de design de sistemas de produção flutuantes com poços submarinos e uso intensivo de dutos flexíveis.
    O conceito dos Sistemas Flutuantes de Produção possibilitou à Petrobras avançar na produção offshore e se destacar mundialmente em águas profundas.
    Parabéns a todos que contribuíram ao longo de tantos anos para que pudéssemos assistir, orgulhosos, a este video.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, agradeço do fundo do coração as lindas palavras e a lembrança da importância de meu pai na companhia. Em nome de toda minha familia te agradeço. E você sabe que o porto da Bacia de Campos agora também leva o nome de Engenheiro Zephyrino Lavenère Machado Filho? Abraço grande para você, muita saúde e muito sucesso.

      Excluir
  8. Orgulho de ser Brasileiro!

    ResponderExcluir
  9. Excelente vídeo, com uma trilha sonora que corresponde!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Homero!
    Muito emocionante esse vídeo. Orgulho de ser brasileira, orgulho de ser Petrobras, orgulho de ser Internacional!
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Caro Homero,
    Quase diariamente acesso o seu blog que sempre tem uma postagem interessante! Esse vídeo realmente é fantástico e os campos de Cascade e Chinook são emblemáticos, para todos nós petroleiros e ex-petroleiros, pois levou para o GOM a cultura gerencial e técnica da PETROBRAS. Desde a exploração até a produção, esses campos se mostraram complexos e desafiadores! Conheço alguns técnicos e gerentes, entre os quais você, que participaram dessa equipe vitoriosa. Parabéns!
    Um abraço,
    Desiderio

    ResponderExcluir
  12. posso encaminhar o vídeo para amigos, facebook, etc?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Homero é simplismente FANTÁSTICO!!! Sinto tanto orgulho da nossa empresa e do nosso pessoal!!! Sigo torcendo pra gente "arrebentar" (no melhor sentido da expressão) no Golfo do México. Parabéns às equipes envolvidas, parabéns Petrobras!

      Excluir
  13. Quero divulgar!!! pode???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito Homero, ajuda e facilita o nosso entendimento de como é a atuação da Petrobras no Golfo do México. Obrigada pelo envio deste video.
      Terezinha Santos

      Excluir
  14. Incrível! A Petrobrás nos enche de orgulho, puro talento brasileiro.

    ResponderExcluir
  15. Emocionante e empolgante são palavras que definem esse vídeo.

    ResponderExcluir