-

sábado, 6 de março de 2021

All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need Is Love Is All You Need

Esta canção foi tocada ao vivo para o mundo todo, em junho de 1967

Esta canção foi lançada em compacto, em julho de 1967

Esta canção finaliza LP Magical Mystery Tour 

a história do álbum, cenário, assuntos e canções, aqui neste LINK

É uma de 5 canções com Mensagem Para o Mundo

as demais 4 canções de mesmo Assunto e  Classe, neste LINK

Atenção, canções com títulos em vermelho 

são links que levam a análises sobre elas.

11. All You Need Is Love (World Group Song by John Lennon)

John diz "É fácil (tamtan tantaram tantaram) Tudo o que se requer é amor (tam tantarararam) Tudo o que se requer é amor (tam tantarararam) Tudo o que se requer é amor, amor, Amor é o que se requer!"
Em junho de 1967, iria ocorrer o primeiro evento transmitido ao vivo, pela TV, internacionalmente,  e alguns países foram convidados a dar sua contribuição. Adivinha quem a Inglaterra escolheu como artista representante? Os Beatles, lógico!!! E fizeram a encomenda, e John apareceu com essa música, se bem que há controvérsias: tem gente que diz que ela já existia na cabeça de John e só foi considerada apropriadíssima para o evento. O vídeo que se vê hoje  é colorizado artificialmente, já que TV colorida ainda estava para ser inventada naquele ano. Estavam presentes na transmissão membros dos Rolling Stones, do The Who, Eric Clapton, Marianne Faithfull, outros astros menos cotados, todos no sing-along do refrão, todos, incluindo os Beatles, em trajes coloridos e psicodélicos (a orquestra estava a rigor), balões e cartazes entulhavam o cenário, uma pequena bagunça organizada para passar uma grande mensagem.
 
Resumo da letra?
 
Você precisa fazer o que precisa ser feito. 

Você precisa salvar o que precisa ser salvo. 

Você precisa cantar o que precisa ser cantado.

Você precisa construir o que precisa ser construído.

Você pode ver o que você quiser. 

Você pode conhecer o que você quiser. 

É só aprender a jogar!

É só aprender a ser você mesmo!!

       É FÁCIL!!!

All you need is

LOVE LOVE LOVE

is all you need

O problema é apresentado em três versos de três linhas cada, e a solução vem no refrão, repetido à exaustão na canção. Aliás, não! Ele deveria continuar a ser repetido, e pregado, e pendurado, e martelado e esfregado na cara das pessoas. Tudo seria diferente do que vemos hoje em dia. Se esse conselho simples fosse obedecido, decerto já seríamos um planeta de regeneração, e não este mundo de provas e expiação em que vivemos!

  Pausa para reflexão:

Será que precisa desenhar a profundidade dessas simples palavras?] 
Se cada pessoa amasse ao próximo, a cada um deles, não haveria crimes,  como os físicos, como assaltos, roubos, agressões, assassinatos e todos os tipos de 'cínios' e 'cídios', até mesmo o 'sui', que seria falta de amor a si próprio.  
Se cada pessoa amasse ao próximo, não haveria crimes dolosos, os de colarinho branco, como, corrupção, falcatruas, estelionatos, desfalques, desvios, negociatas, fraudes, traficâncias, velhacarias, burlas, trapaças. Todas essas atitudes tiram dinheiro de aonde esse dinheiro deveria ir, tipo saúde, educação, segurança, portanto profunda falta de amor ao próximo!!!
Em resumo, não haveria mal-feitos em geral, contra pessoas ou patrimônio, porque tais atos iriam prejudicar de alguma maneira, a um próximo, a quem, por definição, caso fosse seguido o lema, se ama!  
Cada um agiria, cresceria, viveria sua vida até o ponto de começar a prejudicar a ação, o crescimento, a vida de outrem. Seria uma atitude incongruente!
Fim da reflexão!

Claro que a coisa não foi toda ao vivo... não podiam arriscar alguma coisa dar errado na frente de 300 milhões de telespectadores. Foi feita uma pré-gravação, com muito ensaio, com uma orquestra de 13 músicos, e depois muitos dublaram direitinho, detalhes mais abaixo.

Claro que a coisa virou um compacto, que foi imediatamente para o primeiro lugar das paradas no mundo todo. E é considerada mundialmente como um Hino de Paz, desde então e para sempre!! Depois, a canção entrou no LP Magical Mistery Tour. E John foi alçado de uma vez por todas ao papel do Herói Humanitário, por uma prática que começara com The Word (1965) de Rubber Soul, e depois continuou na carreira solo, com Give Peace a Chance (1970) e Imagine (1971), o que não foi suficiente para evitar seu assassinato (1980). Ou mesmo, possa ter sido exatamente por causa disso...

Agora vamos a mais detalhes da efeméride. E começo com uma pequena ducha de água fria, afinal, a coisa não foi aquele conto de fadas o tempo todo. Quando Brian Epstein foi aproximado pela BBC com a honraria de colocar a maior banda da mundo para representar o país num evento mundial, ele não teve dúvidas em aceitar, e foi correndo contar para os rapazes. A recepção, entretanto, foi um mix de frieza com raiva, John teria dito algo como: "Qual a parte do 'Não queremos mais tocar ao vivo' você não captou direito?". Isso era perto de dois meses antes do evento, e eles não se mexeram, deixando Brian super tenso. Quando faltavam menos de três semanas alguém lembrou: "Ah, é, temos aquela transmissão ao vivo pra fazer!" e John disse: "Deixa comigo!". Claro que eu estou colocando palavras na boca das pessoas, mas as falas foram algo parecido. Em verdade, Paul também fez uma canção, dizem que era Your Mother Should Know, mas fosse qual tenha sido, quando ouviu a canção de John, disse: "Vai a sua, parceiro!"

Claro que, com o adiantado da 'hora', os estúdios da EMI já estavam reservados, e lá se foram eles o dia 11 (!!o evento era no dia 25!!) para o Olympic Studios, no qual haviam feito uma ótima e produtiva e única sessão de gravação de Baby You're a Rich Man. Era, portanto, o...

Dia D-14: A sessão teve uma base estranha, com John num cravo, Paul num contrabaixo daqueles de orquestra, George num violino, só que os dois últimos não eram experts nos instrumentos, e Ringo na bateria. Desde o começo, a Marselhesa era parte integrante, abrindo a canção com as notas, apenas a melodia, da primeira frase do hino francês 

"Allons enfant de la patrie, le jour de gloire est arri... LOVE LOVE LOVE!"

John comandava e ia fazendo um take após o outro, até o 33, mas acabaram por escolher o take 10 como o melhor!

Dia D-6: De volta à EMI, John acrescentou um banjo, George Martin, um piano, mais bateria de Ringo, George, um solo de guitarra de 4 compassos, e os vocais, de John (lead) e Paul/George (backing)

Dia D-2: George Martin havia escrito um arranjo orquestraI, então 13 músicos adentraram ao famoso Estúdio 1 da Abbey Road para exaustivos ensaios, e lá se foram mais 12 takes, e o contador chegou a 43. Até aquele dia, o combinado era que todos dublariam gravações pre-existentes ao vivo mas John, corajosamente, disse que ia cantar ao vivo, e Paul veio atrás e disse que faria seu baixo também ao vivo, e os dois convenceram George a fazer sua guitarra ao vivo. George Martin ficou preocupado...

Dia D-1: Chega a BBC ao estúdio pra fazer um ensaio de câmeras. George Martin teve que fazer em brevíssimo tempo um novo arranjo instrumental, atendendo a pedido de John, e a orquestra gravou mais 4 takes, vai contando, já estamos no Take 47! 

Dia D: Mas ainda não a Hora H! Eram duas da tarde e George Martin avisa que vai colocar a última base em playback, os Beales vão fingir que tocam, mas as vozes e a orquestra serão ao vivo! John estava nervoso, pois sua prática era ler a letra enquanto gravava a voz, ali não podia, pois ficaria na frente da câmera, e se o papel ficasse ao lado, a voz saía do microfone, além de ficar feio, né. Ainda naquela agitação toda, cheio de gente chegando, George Martin ainda teve que fazer mais um arranjo, o do final, em que tanta coisa entra, o In The Mood, o Greensleeves, o She Loves You, o Yesterday! E então, a orquestra gravou mais 9 takes, e quando ela estava no meio do Take 57, alguém gritou "NOW". Chegara a 

Hora H: Já estavam no ar,  a orquestra terminou o que estavam fazendo e todos entraram ao vivo para o mundo, e veio a caixa de Ringo e os trompetes

 Ta ta ra ta ta ta taaaa tara Tara Tara Ta Tata LOVE LOVE LOVE,

e vem John, perfeito (ou quase) e Paul e George no "Love Love Love",  Ringo na bateria, e a orquestra, e no último refrão, Paul convoca "All together now ... Everybody" e os Beatles e todos os convidados, artistas em trajes coloridos e psicodélicos sentados no chão e outros figurantes carregando placas com o título do hino em várias línguas, vieram juntos nas palmas e no brado

All you need is love .... All you need is love  ... All you need is love love ...

Love is all you need .

Deu tudo certo, depois corrigiram dois errinhos de John e dois do Ringo, e estava pronta mais uma obra-prima dos Beatles, mais um Hino de John Lennon.

Vejam aqui, neste LINK, como foi.



 


8 comentários:

  1. Que delícia de texto, meu amigo! Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Show! Literalmente. Fenomenais, esses bastidores da música que representou a Inglaterra, na primeira transmissão de TV ao vivo. Ao vivo, com um pouco de dublagem, já que fora gravada antes, para que nada desse errado. Fantástico o acréscimo de parte do hino francês no início e no fim! Valeu!

    ResponderExcluir
  3. É por essas e por outras q os Beatles juntos eram os melhores
    Música maravilhosa e vídeo maravilhoso
    Ótimo texto homerix 👏🏻

    ResponderExcluir
  4. Essa canção é espetacular. A forma detalhada da análise me remete ao momento feliz do grupo, independente dos bastidores.
    Existe um compromisso velado. O mais interessante é que para um videoclipe com mais de 50 anos e pouca tecnologia da época, saiu tudo perfeito. Até hoje há quem pense que foi ao vivo.
    Homero, obrigada novamente pelo primor do seu trabalho vde análise. Excelente!

    ResponderExcluir
  5. Uauuuu meu amigo, que leitura para começar meu dia. Obrigada por sempre compartilhar seus conhecimentos e essa sua paixão. Parabéns

    ResponderExcluir
  6. Itamar Rodrigues dos Santos25 de junho de 2021 12:03

    Sensacional.
    Muito legal e como eles eram, e ainda são amados e admirados por todos nos que somos seus fãs.

    ResponderExcluir
  7. Please, love, only love 🙏😍😘🙏

    ResponderExcluir