-

sábado, 9 de janeiro de 2021

Dia do Fico


Todo 9 de janeiro atualizo este post 
com alguma coisa ou outra.
O resto nem precisa, permanece tudo igual...


Ficar: verbo de ligação

Fico acabrunhado por estar um ano mais velho
Fico aliviado por ainda faltarem muitos deles
Fico orgulhoso de ter filhos artistas
Fico ansioso pelas incertezas do futuro
Fico horrorizado com a morte sem razão
Fico torpe com a desumanidade das pessoas

Fico animado com as vacinas que chegam
Fico na expectativa do 25 de janeiro
Fico enojado com o aroma calabresa da política
Fico engasgado com a saúde mal tratada
Fico de nariz torcido com a inação de governantes
Fico à mercê da insegurança das ruas
Fico de bem com a certeza de que sairei ileso  
            Fico triste pelo fim das festas
            Fico feliz pela volta da batalha
Ficar: verbo transitivo indireto

Fico com a impressão de que há algo de podre
Fico com a disposição de seguir a vida adiante
Fico com a esperança de que tudo dará certo
.... e há 10 meses ...
Fico em casa respeitando o isolamento social

Ficar: verbo intransitivo

Fico!
Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, 
diga ao povo que ....
Disse D. Pedro I, Imperador do Brasil, no mesmo 9 de janeiro, há 195 anos, quando decidiu permanecer no país, para poder pular muuuito a cerca da leopoldina princesa com a marquesa, na estrada velha de Santos, a bordo de carruagens nada discretas, e, alguns meses depois, antes que um aventureiro lançasse mão, preferir a independência à morte, sem uma gota de sangue, como tudo o que aconteceu sempre antes neste país, razão da impunidade sem limites de hoje em dia, com um povo fraco, resignado, que tem como lema: 



É assim mesmo! 
De que adianta reclamar, esbravejar, lutar?

Melhor ficar quietinho no meu canto,
Melhor tomar conta do meu!!!'



Ô povinho!!!


Enfim. de qualquer maneira,

Fico em paz!

Homerix Ficando Ventura

15 comentários:

  1. Cumpre lembrar que, embora grande influência nesse episódio histórico tenham tido nossos conterrâneos, os irmãos Andrada, D. Pedro foi antes de tudo fiel a família, ao seguir o conselho de seu pai, D. João, esse sim uma raposa esperta e grande estrategista, que antes de voltar a Portugal desfalcando o Banco do Brasil onde os nossos concidadãos haviam depositado suas economias, aconselhou o filho conforme mencionaste, a tomar para si a coroa antes que algum aventureiro o fizesse. E assim vai que a política brasileira continua seguindo os rumos traçados por D. João, mantendo o poder real dentro da família. As vezes essa família pode ser o grupo de amigos (ou correligionários), outras vezes, como no caso do Sarney, seguem um perfil mais claro, controlando com mão de ferro a política de dois estados, Maranhão e Amapá além do peso político dentro do partido.É uma vergonha que duzentos e tantos anos depois, a coisa aqui vai pelo mesmo caminho. Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Homerix.... a minha postura/atitude é o final de sua eloquente "ficancia"!!!!
    "É assim mesmo!
    De que adianta reclamar, esbravejar, lutar?
    Melhor ficar quietinho no meu canto,
    tomar conta do meu’".
    Paulus

    ResponderExcluir
  3. As festas de virada de ano, nos traz a esperança de um mundo e pessoas melhores, mas, anos apos anos nos frustramos em nossas expectativas, sonhos e planos se diluem e ficamos e ficamos, mais e mais resignados, com tudo o que vemos ao redor...porém , esta escrito assim: "Tortuoso é o caminho do homem carregado de culpa, mas reto, o proceder do honesto." Provérbios 21:8 e ainda "Os olhos do SENHOR estão em todo lugar contemplando os maus e os bons." Provérbios 15:3

    ResponderExcluir
  4. Homero V: Você já leu "1808" e "1822" de Laurentino Gomes, certamente e aí se pode concluir que D. Pedro I não era somente um pulador de cerca na Estrada de Santos mas também tinha qualidades de estadista. Aliás, impressiona o respeito que os portugueses, especialmente os do Porto tem com D. Pedro IV, apesar do curtíssimo reinado dele em Portugal. Além disso, D. João VI teve uma influência importante na nossa história e foi o único monarca europeu que enganou Napoleão ao tranferiri seu reino para o Brasil, admitido pelo próprio Napoleão. Só escrevo isto porque acho que D.Pedro I foi muuuuito mais que um simples amante da Marquesa de Santos. Abraço do Brandão, hoje prolixo...

    ResponderExcluir
  5. Homerix...querido ótima reflexão, não deixa de ser verdade as suas colocações, parabéns!! hoje a visão da história, é que ele é feita por todos nós, claro D.Pedro só ficou no Brasil, a mando do seu pai. Não podemos dspensar a participação do povo na história tb.Agora as elites interessava, o comércio diretamente com a Inglaterra. Há que se aprofundar no estudo das mentalidades...existe também o enaltecimento, da figura de José Bonifácio, de Tiradentes com mártir e um enfraquecimento da figura do Rei...vou indicar um livro, que já não exite mais, indicado pela colega Regina Manço, talvez hoje possa ser encontrado no sebo!! a obra é "A Alma da República", simplesmente sumiu, não foi um livro muito badalado!! se encontrá-lo, por favor me avise. Um grande abraço amigo.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, Homero! você tem todos os motivos para SER! Ficar é transitório... Parabéns pela trajetória! Parabéns pela filha linda! Abrações

    ResponderExcluir
  7. Como bom Monarquista que sou, não posso deixar de bradar: Viva a Monarquia!

    ResponderExcluir
  8. Pois é Homero, o seu nome já diz tudo, já que é o do herói da Odisséia (me corrija se eu estiver enganada)...mas vamos levando e ficando nessa aventura/ odisséia que é a vida. Podemos não fazer muito, mas podemos não repetir a opinião dos que comandam as informações no Brasil e ler revistas um pouco independentes - leia Carta Capital e saiba a versão menos editada dos fatos atuais.
    Beijos, carol

    ResponderExcluir
  9. O dia do Fico é um dia antes do meu níver. Portanto, não sei se pela proximidade sempre fico revoltada, envergonhada ou seja lá o que for, com tudo isso que acontece com nosso país e com o povo que vive nele. Penso que deveríamos ser mais atuantes em não simplesmente "FICAR" e sim tentar avançar, visando a melhoria em todos os níveis do nosso país e do nosso povo. Bjs, Claira

    ResponderExcluir
  10. Grande Homero, já estava sentindo falta destes seus textos. Muito bom te-los de volta. Só faço uma breve "correção histórica": é lenda que os portugueses teriam aceitado calma e placidamente a declaração de independência brasileira. O príncipe e futuro imperador teve que lutar por bons 5/6 anos para livrar o território brasileiro das tropas portuguesas, agora invasoras. E nossa dívida externa começou daí, com a necessidade de pagar as tropas mercenárias contratadas para o serviço.

    ResponderExcluir
  11. FICO muito feliz em ler bons textos como este seu. Ótimo em todos os sentidos!

    ResponderExcluir
  12. Homerix,

    Muito boa postagem. Não podemos entregar os pontos a essa mulambada que tem esculhambado o país. Um exemplo de que expressar nossa indignação, seja pela forma que for, só não vale muro e omissão, é a extraordinária Lava-Jato, que está a quebrar paradigmas, e trazendo à baila numerosos criminosos e múltiplos bandos e esquemas inacreditáveis. Chicote e cadeia para essa cambada. Com isso Fico cheio de esperança de que o Brasil sairá desse buraco que a turma do alheio o meteu. E bola prá frente, pois temos que deixar o melhor Brasil possível para as novas gerações.

    ResponderExcluir
  13. 318045 - Mero, parabéns pelo texto. Temos que resistir sempre. Não vamos nos dispersar.
    Carol, peço desculpas mas preciso acrescentar uma opinião/reflexão sobre o Carta Capital ser a menos editada da imprensa, ou como prefiro, a mais favorável ao governo: semana passada fui à casa de um irmão que defende o governo acima de qualquer erro, quando lá encontrei um exemplar do semanário. Folheando, verifiquei que a cada 2 páginas de informação tem uma de propaganda chapa branca paga: órgãos de governo, empresas estatais e afins... E nenhuma de empresa privada. Com isso quero apenas contrapor, concluindo que infelizmente NÃO EXISTE grande imprensa isenta no Brasil. Abraço, Ribor.

    ResponderExcluir
  14. FICO cada vez mais "bem informado" e "graduado" com os conhecimentos que adquiro do seu "saber"... que é "vastíssimo"...
    Paulus

    ResponderExcluir