-

domingo, 3 de março de 2013

Vovó em casa - hora da Oração 2!!!

Há duas semanas, contei da queda de Dona Mira, agradeci ao alto que ela não teve que operar nada, nem engessar nada, requeria um tempinho no hospital e voltaria para o repouso em casa, para o qual pedia que torcessem para uma rápida recuperação.´

Nesse meio tempo, entretanto, souberam, ela teve complicações, com o coração fraco e pulmão encharcado (congestão e edema), e teve que ir para o CTI. Lá, teve problemas de coagulação (discrasia sangüínea) e ganhou hematomas enormes no braço, sendo que no esquerdo evoluiu para uma ferida assustadora. Estabilizadas as condições que a levaram ao CTI, graças ao acompanhamento constante de um excelente médico assistente, Dr. Michael Julio, que contratamos ainda no tratamento intensivo, e que foi fundamental para salvar Dona Mira, retornou ao quarto na terça-feira, ainda sob sua intensa e constante supervisão e aconselhamento. Começou também o tratamento da ferida do braço, graças à nossa amiga e dermatologista, Dra. Denise Sarmento, que esteve conosco todos os dias. Na sexta-feira, o médico considerou que ela estava pronta para voltar à nossa casa, aonde aliás, haveria menor risco de infecção da chaga do braço.

Que bom!! Começou então o motivo para a segunda oração: a recuperação para que ela retorne a seu estado anterior à queda! Ela sofre com as dores no quadril, não encontra posição na cama, tem ânsias, aflições, enjôos, requerendo monitoramento e companhia constante. Felizmente contratamos, ainda no hospital, uma técnica em enfermagem, com 20 anos de experiência em CTIs e em casas particulares, aonde, por exemplo tratou dos sogros do meu amigo Amaury, que a indicou. Aliás, agradeço a todos os que indicaram nomes para o efeito.

Serão turnos de 24 horas (às vezes dobrados, como hoje) em que ela se revezará com duas colegas, que esperamos, sejam tão  boas e pacientes como ela, que além trocar fraldas, dar banho (sempre com a ajuda e supervisão de Neusa, que mesmo com a ajuda, não pára um minuto, está esgotada), vira ela de lado faz massagens, e do outro, e faz exercício com as pernas e braços, e entende inclusive de tratamento de feridas, ajudando Neusa quando a Dra. Denise não puder vir fazer o curativo. E tem que ter muita paciência. Dona Mira está muito impaciente, solicitante: quando não está dormindo (o que acontece muito pouco) está sempre perguntando ('e o que eu faço?','E agora, como eu fico?'), e pedindo que a mudem de posição, subam cama, desçam cama ... se me perdoem a brincadeira, lembrou-me a música de Cláudia Leitte (pra baixo, pra baixo ... pra cima, pra cima ...). E é muito engraçado quando Dona Mira pede: "dá uma pedalada ali", numa menção à manivela que aciona os movimentos da cama. Ela mescla momentos de lucidez com desorientação.

Ontem, tentamos colocá-la, no muque, eu no tórax e a enfermeira nas pernas, na cadeira de rodas, mas ela não agüenta mais que 10 minutos, acho que ainda é cedo para o quadril. Foram só duas vezes mas minha coluna já se lembrou da época do Carlinhos, meu querido cunhado, ainda que ela seja um pouco mais leve que ele. Pensamos em usar o nosso antigo companheiro 'patient lifter' do qual falei a vocês quando contei a história deles, mas Neusa acha que aquela cesta (que se coloca debaixo do paciente para que o pneumático a levante) pode machucar a pele fina de Dona Mira. Quem sabe, ainda pensemos uma solução!

Uma boa notícia? No braço, após 6 dias de tratamento de Denise, a ferida já está beeeem melhor!!!

Com tudo isso, resolvi tirar uma semana de férias até que as coisas se estabilizem por aqui.

Peço então que ativem, os que acreditam, a 2ª Oração, aos que não acreditam, aquele 2º momento de pensamentos positivos, para que Dona Mira se recupere o mais rápido possível, e possa retornar à rotina o quanto antes!!!

Obrigado a todos!!

10 comentários:

  1. Oração = "orar" mais "ação", palavra composta que mostra que cada um deve fazer a sua parte (orando e participando ativamente)e vocês da família, amigos e conhecidos, são partícipes deste momento de dedicação e amor.

    Antonio Alvarez

    ResponderExcluir
  2. Continuamos na torcida...

    ResponderExcluir
  3. Homerix,

    Seguimos com as orações o pensamento muito positivo.

    ResponderExcluir
  4. Homero:
    Estamos na oração e, também, na torcida para que a Tia Zulmira se recupere logo. Quero vê-la contente, saudável e alegre no aniversário de 90 anos, em abril, se Deus quiser.
    Beijos em todos, especialmente, na Neusa.
    Ana Clark

    ResponderExcluir
  5. Homero

    Vai dar tudo certo. A família toda merece pela dedicação que estão tendo. Família nota 10.

    ResponderExcluir
  6. Homero, somente o tempo para recuperação total da dona Mira. A paciência ter que ser dela e dos que cuidam dela. Paciência, tempo, cuidado e oração. Meu pai andou muito mal, teve um princípio de avc, foi socorrido imediatamente e isso evitou que perdesse os movimentos, graças a Deus.
    Força para toda a família.
    Abraços,
    Terezinha

    ResponderExcluir
  7. Muito bem!!!!
    Dona Mira provou sua fortaleza!!
    Claro que tds unidos na oração,
    ajuda em muito a recuperação..
    afinal a união faz a força!!
    e força é o que não falta nessa vovó fofa!!
    Que deus ilumine e proteja,
    todos os dias...um abraço
    da
    Lady Dell

    ResponderExcluir
  8. Ótimas noticias Homero. Fico feliz.

    Força,
    RR.

    ResponderExcluir
  9. Bom vê-la se recuperando, Homero. Que Deus a abençoe e dê muita força a todos vocês que estão com ela nesse momento.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Márcia Figueiredo5 de março de 2013 17:38

    Homero

    Fui ao Convento Santo Antonio e pedi muito pela Vovó! Tenho certeza que ela vai ficar boa, força para todos vocês!

    ResponderExcluir