-

domingo, 4 de março de 2012

Impresso ou virtual


Luis Fernando Veríssimo em sua coluna de hoje, com uma lista de coisas que gostaria de ter em seu camarim, se fosse celebridade, soltou:
"Uma orquestra de câmera"

Só se for algo assim...

Poderá acontecer uma errata, mas o erro está lá, impresso, já foi lido, por milhares de pessoas.

Já nos meios virtuais, nos blogs por exemplo, há uma chance de corrigir. Eu mesmo, apesar de prezar pela escrita sem erros, por vezes escapa. Felizmente, tenho meus amigos João, Marcelo e Fábio sempre atentos, aí eu vou lá, corrijo, e nem parece que houve erro!!! Só para os poucos e dedicados amigos que lêem logo que eu publico!!

Hoje mesmo, estava lendo esta entrevista da Renata(link), e lá estava
Meu personagem favorito, pelo que já percebi, também é o personagem favorito da maioria dos leitores. Talvez por ele ser um jovem tão maturo para a idade dele, às vezes mais maturo até do que algum dos professores (o que não é difícil, rsrs). 
E pensei em uma recorrência: Renata passou quatro anos pensando em inglês, e de vez em quando escapa uma dessas, afinal 'maduro' é 'mature' naquelas bandas.
Aí, eu chamei: 

 Rê, entra em contato com o blogueiro e pede pra ele corrigir um erro!
 Qual, pai? 
 Você deu mais uma aportuguesada! 
 Onde? 
 Você tachou seu personagem de 'maturo', em vez de 'maduro'! 
 Ok, pai, então me diz: quando uma pessoa não é madura, você chama de quê?      
 Imatura! ..... 
 Viu? É o contrário de 'maturo', também é usado!!!!

Mais uma lição da minha escritora predileta!!!
Homerix Aprendendo Ventura