-

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Trapacear, comer, rezar, amar e dormir

O primeiro verbo do título refere-se ao cerne, ao âmago, ao modus operandi do filme 'Wall Street - O Dinheiro Nunca Dorme'.

Afora as belíssimas atuações de Michael Douglas (Gekko), Carey Mulligan (a filha) e Shia Labeouf (o genro), e da magnífica cena inicial, quando Gekko recebe os pertences que entregara ao entrar na prisão 8 anos antes, o resto é uma sucessão de trapaças, fortunas perdidas e ganhas, boatos mentirosos (pleonasmo?), tudo movido a dinheiro, que como diz o título, nunca dorme. Prefiro dormir tranquilo, todas as noites, a viver num ambiente daqueles... Como já dizia o Elclesiastes no Velho Testamento, 2.300 anos atrás, 'Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando ao mesmo tempo, sua riqueza e sua desgraça' ... aprendi com Max Gehringer.


Os próximos três verbos do título desta mensagem são o exato nome de um filme de Julia Roberts, também em cartaz, baseado em um livro homônimo, autobiográfico, de uma americana que vai buscar o seu 'eu' (ai!) na Itália, Índia e Bali, aonde vai praticar os três verbos, respectivamente.

O último verbo representa o que fiz em alguns momentos do filme acima. Muito arrastado, pouco explicado, monótono. Como sempre, o livro é muuuito melhor que o filme, como me disseram alguns que experimentaram as duas experiências. Para piorar, foram convocar um espanhol para fazer o papel de um brasileiro. Quando o cara falava 'português', a gente mal conseguia entender. Muito melhor seria colocar um brasileiro. Bons atores há muitos. Acho que o complicador é a língua. É difícil achar ator com inglês fluente. e isso era necessário para o filme pegar nos EUA. Rodrigo Santoro poderia ser um bom nome, afinal já atuou em Hollywood, se bem,que, nos papéis que fez, se elaborou mais que três frases, tudo somado, foi muito.... Ao menos sabemos que ele estudou no 'Wise Up'. O problema é que ele seria jovem para o papel. Pensamos em Antônio Fagundes, mas já passou da idade. Sobrou pra José Mayer...

Afinal, se é Mayer .... é bom, a máxima do Manoel Carlos....

Homero Verbalizando Ventura