-

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Obama é 'Da Paz'!

Interrompo minha série Beatle para celebrar um grande momento:

Barack Houssein Obama é o Prêmio Nobel da Paz em 2009.


Sei que para muitos pode ter parecido precipitado.

Podem até ter razão.

Mesmo assim, eu estou emocionado!

Dirão que não tem nem um ano de governo, que ainda mantém tropas no Iraque e no Afeganistão, enfim, é verdade.

Creio mesmo que a decisão da Academia tem muito de simbolismo, uma forma de estimulá-lo a ir ainda mais longe nos movimentos que já fez, nesses nem 10 meses de governo. Hão de convir que a decisão de fechar Guantânamo, o discurso no Egito pregando a paz no Oriente Médio, a distensão com a Rússia de Putin, digo, de Medvedev, a disposição de conversar com Ahmadinejad, enfim foram mais, muito mais, que o sapatado e atrapalhado Bush fez em oito anos de desgoverno republicano belicista. Não há dúvida de que Obama criou um novo clima na comunidade internacional, inimaginável até o ano passado.

E a coisa não tem nada de pacífica. Hoje, na CBN, fiquei sabendo que Obama é vítima diária de ameaças de eliminação sumária, por americanos e organizações americanas radicais que simplesmente não se conformam com a presença negra na Casa Branca, via rádio, internet e outras formas de mídia.

Eu, que fui entusiasta da campanha dele, e chorei naquele 5 de novembro de 2008 ( Remember, Remember, The Fifth of November) em que ele foi declarado Presidente dos Estados Unidos da América, não poderia deixar passar o momento. Havia prometido que não falaria mais dele antes de passar o primeiro ano de governo, mas não deu!


Vida longa ao novo Prêmio Nobel da Paz!!!

Um Abraço

Homero Tolinho Emocionado Ventura

12 comentários:

  1. Homero,

    Após a vitória de Mr Obama escrevi-lhe que ele era um fenômeno porém sua tarefa como Presidente dos EUA exigiria que fosse fenomenal. Também disse que, embora descresse (?), sem base concreta claro, apenas intuição, de que ele viesse a ser "fenomenal", torcia por ele pois afinal de contas vivemos no mesmo planeta e se os EUA vão bem, em princípio, melhor para todos.

    Minha impressão é que de concreto ainda mostrou a que veio.

    ResponderExcluir
  2. Homero, que boa notícia, não?

    Estou feliz desde às 6h da manhã quando ouvi o Heródoto Barbeiro na CBN com a notícia. Já mandei e-mail para toda minha família e primas que moram na América dizendo que continuo a ser americana desde pequenininha.
    Antigamente, muito antigamente, até antes da corrida de Obama à Casa Branca eu odiava, abominava e me vangloriava de nunca ter posto o pé naquela terra, inclusive bradei "bem-feito" em casa quando vi o ataque às torres, não vendo que minha irmã e minhas sobrinhas de férias no Rio, choravam silenciosamente assistindo àquela tragédia na terra onde moravam. Não preciso nem dizer quem me fez mudar de idéia.
    E viva Obama!!!

    ResponderExcluir
  3. Como disse, Homero, achei precipitado mesmo. Porém, como vc escreveu abaixo, o prêmio é um símbolo que vai "dar um gás" ao Obama. Ele, com menos de 300 dias no poder, já vem sendo questionado fortemente pela oposição, que o chama até de "comunista". Sua popularidade despenca a cada pesquisa.

    Mandar mais tropas para o Afeganistão e para o Iraque nem é o grande problema. Isso é a política externa americana e acho muitíssimo difícil que haja uma mudança nessa direção nos próximos 50 anos. Nós não veremos isso, quiçá nossos filhos e netos.

    O que eu questiono é o fato de algumas atitudes de Obama não o qualificam para o Nobel da Paz. Os EUA de Bush Jr. e de Obama não dão uma declaração mínima sequer em relação ao genocídio de Darfur, no Sudão. Também se cala perante as atrocidades cometidas por Mugabe no Zimbabue.

    Aliás, na minha modesta opinião, era para o Zimbábue que o Nobel da Paz deveria ter ido. Morgan Tsvangirai, primeiro-ministro do Zimbábue, é a única voz dissidente de Mugabe no governo de unidade há pouco instaurado. Mugabe atropela Tsvangirai e o Nobel poderia representar uma força extra para a luta do premier contra o presidente opressor.

    Enfim... Obama já levou, já era. Mas, na minha opinião, foi uma condecoração extremamente política. Carrega até algum mérito, mas não mérito suficiente para levar o prêmio.

    ResponderExcluir
  4. Homero,

    Deve-se tambem lembrar a disposicao de negociar uma abertura no relacionamento com Cuba.

    E internamente, pelo que me parece mais incomodar a maioria dos republicanos que nao sabem onde fica o Iraque, temos sua luta para resolver o desastre social do sistema medico.

    Sds

    ResponderExcluir
  5. Grande Homero,
    Estou com vc 100%. Infelizmente, o que estou ouvindo nas radios e alguns programa da Fox e principalmente dos Republicanos radicais da direita, está
    me deixando preocupado. Nào duvido que algum doido, e aqui, como vc sabe, tem muito, consiga apagar o Presidente.
    E não são só os texanos, a Georgia, Carolina do Norte e Sul, Virginia, West Virginia a o Mid West, enfim a grande maioria dos republicanos, estão totalmente
    revoltados. Estou notando esse fenômeno, porque a midia que ataca o Obama está aumentando a audiência de forma assustadora.
    Como a economia, destruída pela administração dessastrada do "arbustinho", Dick, Rove e Cia. continua de ruim a pior, o saco de pancada é o Obama e o povinho medíocre republicano aproveita para jogar a culpa em quem! Eles não tem a vergonha na cara para reconhecer que o causador desta "meleca"toda foram os arbustinhos da vida!
    Enfim, enquanto não conseguirem acabar com o "raça negra" não vão sossegar o rabo.

    ResponderExcluir
  6. Homero,

    Eu partilho seu entusiasmo com relacao ao Obama.
    Nao concordo, no entanto, com o presente premio. O premio Nobel da Paz deveria ser um reconhecimento por realizacoes. Este premio ao Obama eh somente uma "Linha de Credito" nao um reconhecimento.

    Isto reduz a relevancia do premio Nobel , que se arrisca a agraciar alguem a quem as circunstancias politicas futuras , ate contra sua vontade, seja levado a acirrar confrontos belicos.

    Deve estar havendo falta de candidatos. Este premio laureia de forma indireta com a chancela de Icone da Paz um pais que prima pela belicosidade e que justifica acoes agressivas como formas de se alcancar a paz.

    Um abraco,

    ResponderExcluir
  7. Prezado Tolinho,

    É impressionante que só vc consiga sentir isso por essa nação. Aqui na Ásia a aceitação dele e do povo dele é ZERO. Ninguém, mas absolutamente ninguém gosta ou simpatiza. Ele virá aqui em Cingapura esse mes e o governo está preocupadíssimo com atentados pois a Asia toda odeia o cara e o que ele representa.
    Sobre o prêmio eu nem comento, pois até o jornal daqui que é sério fez muita piada sobre o fato e disse que ele conseguiu desvalorizar o prêmio e que os outros premiados estão tentando devolver o prêmio ganho mas ninguém quer....ahahahaha.
    Minha mulher esteve no Vietnam semana passada e voltou com mais raiva ainda deles.......o que é normal quando se entende o que eles fizeram por lá e o rastro de problemas criados na população. Tenho amigos vietnamitas por aqui e sequer tenho coragem de dizer que a Renata mora em NY.
    Abs.

    ResponderExcluir
  8. Homero,

    Normalmente, a razão de um prêmio dado a uma pessoa, está em suas realizações, que devem ser devidamente comprovadas. Neste caso, devido ao curto tempo em que foram executadas, todas as suas ações no sentido de promover um alívio nas tensões internacionais ainda não geraram os resultados previstos.

    Apesar disso, um prêmio deste quilate é importantíssimo para dar uma "força" à causa da paz e, olhando por este ângulo, considero que é plenamente compreensível e justificável a premiação.

    Tenho apenas duas preocupações.

    A primeira é de que, talvez, a iniciativa tenha sido cedo demais; não pelo fato de ainda não haver realizações concretas mas porque trata-se de um importantíssimo cartucho que já foi queimado. Talvez fosse melhor ter esperado mais um ano, para injetar esta "força" num momento mais oportuno, já que, hoje, é perfeitamente compreensível a todos de que os resultados ainda não apareceram por falta de tempo.

    A segunda preocupação está na ameaça à integridade física de Obama. Nunca me preocupei com esta ameaça por razões raciais. Sei que a discriminação por lá é forte mas, apesar da existência de grande número de grupos que abominam a existência de um negro na Casa Branca, acho que a inteligência e a segurança oficiais de hoje, estão num patamar que reduzem estes grupos à categoria de amadores. Situação totalmente oposta, é a dos grupos que ganham dinheiro (muito dinheiro, uma quantidade absurda de dinheiro, como diria Richard Gere em Pretty Woman, uma quantidade obscena de dinheiro!) com o comércio de armas (oficial e, principalmente, não oficial). Estes grupos estão entranhados em todos os níveis sociais e politicos e, por serem muito fortes e terem muito dinheiro, são meio que intocáveis e imprevisíveis, Outra preocupação na mesma linha (segurança), é de que este tipo de coisa coloca o Obama cada vez mais exposto na mídia e grupos terroristas importantes e organizados querendo aparecer, podem tentar alguma coisa. Até hoje, por exemplo, eu não entendi qual é a do Osama: se é defender as tradições muçulmanas ou se é botar lenha na fogueira. Se for botar lenha na fogueira, já que não existem mais as torres gêmeas, o assassinato do Obama é um prato cheio...

    Abraço,

    ResponderExcluir
  9. Homero V:
    Mais que tudo, o pessoal do Nobel foi sábio. é um grande apoio para Obama.
    Vai ser muito importante internamente para ele nos USA.
    Só tenho uma dúvida(he he he...) "O Premio Nobel da Paz é mais ou
    menos importante que a Olimpíada no Rio?...
    Sds,

    ResponderExcluir
  10. oi Homero,

    realmente, esse extraordinário" mundo do "SE" é terrível.
    Se os democratas isso, se Obama aquilo,...

    o que eu acho é que o 11 de setembro já devia estar planejado
    pelo menos a uns 5 anos e foi totalmente independente de partido.
    Ocorreria até com Jesus no governo (desculpa por ser Judeu).
    Barbarismo é barbarismo.

    Agora quanto ao ANACRÔNICO, você acha que é pouco para um cara
    que assina como "Homero Divulgador Beatle Gratuito"
    e um dia (histórico) substituiu "Rubber Soul" por "OK Computer" ?

    Fiquei emocionado com sua crônica "O Melhor Disco do Beatles" porque
    além de estar muito bem escrita, com garra, também me senti parte do contexto.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  11. Caro Homerix,
    Diante de todos os comentários... nada tenho a acrescentar...Isto é, aliás a Democracia, no caso internacional. As liberdades de expressões estão em pleno funcionamento.
    E nelas estão as dos... daqueles e e alguns aqui que apresentam suas opiniões;voce tem a sua, respeito, como a de todos os outros que se manifestaram através de seu BLOG..
    Mas apesar de tudo estarei na Cinelândia, torcendo que as relações bilaterais, tragam benefícios para os dois países, que estes representantes saibam construir esta fase/marco.Se assim ocorrer ambos os governantes ficarão na história.
    Acreditemos!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Caro Homero,
    eu achei uma jogada de mestre dar o Premio Nobel da Paz ao Obama...é uma maneira bem "espalhafatosa" (já que o prêmio Nobel só dá propaganda) de dizer: "Ei, cara, vê se faz menos guerras!!"
    Os americanos e o mundo foram um pouco pressionados...tanto que agora, no ataque a Líbia, os EUA estão meio de lado...a atuação no Afeganistão está meio tímida,(não parece ter aumentdo) e no Iraque também, pelo menos o que agente vê nos noticiários...
    BJs, Carol

    ResponderExcluir