-

domingo, 15 de fevereiro de 2015

O Jogo da Imitação

Filme inglês baseado na vida real de um cientista inglês responsável por  descobertas que mudaram o mundo...

Pois é, poderia parecer que eu estava falando de 'A Teoria de Tudo', aquele filme que eu recomendei, sobre Stephen Hawkins.

Não, quer dizer, sim, também é!.... Mas este de hoje é outro! Fala de Alan Turing, matemático que trabalhou para o governo inglês na Segunda Guerra e fez isto, isso e aquilo que eu não vou contar aqui pra não estragar o seu programa... Sim, porque você tem que ver este filme!!! Ele concorre a Melhor FIlme, Melhor Diretor e Melhor Ator, dentre os mais importantes, oito no total. 

Sobre 'A Teoria de Tudo' eu disse que Eddie Redmaine já tinha garantido o Oscar...

Precipitei-me!

A briga vai ser dura!! Benedict Cumberbatch também dá show, e se ganhar não vai ser surpresa... Só que ele já perdeu no Globo de Ouro. Os trekkers se lembrarão do excelente Kahn que ele fez no segundo filme da retomada.... e outros serial lovers o reconhecem como Sherlock Holmes!!

Roteiro que vai do presente ao passado ininterruptamente, muito bem amarrado. Talvez uma coisa ou outra tenha sido ampliada para dar clima de filme, mas foi na medida certa... Ao chegar em casa fui ao Wiki e confirmei algumas

Incrível saber como um feito desses ficou em segredo por 50 anos, sem o devido reconhecimento!!

NÃO DEIXEM de esperar até o fim daqueles créditos que explicam o que aconteceu depois da época descrita no filme. A última frase é de arrepiar!!!

4 comentários:

  1. excelente filme. Excelente atuacao, e uma demonstracao de uma policia que so serve para atrapalhar, igual a policia carioca

    ResponderExcluir
  2. Homerix,

    Esta sua postagem está ótima. As poucas mas expressivas palavras sumariam, provocam e estimulam o interesse.

    Por falar em imitação, veja o site http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-forca-da-realidade-imp-,1631283 , que apresenta o título A Força da Realidade, de autoria do extraordinário Pedro Malan, publicado no Estadão, de 8/2/2015. Recomendo a leitura, sobretudo como um estimulante convite à reflexão, em cada linha do seu texto, que culmina com "O processo decisório hoje no Brasil parece, com freqüência, ser refém de uma mistura de orgulho, seletiva memória e dificuldades em reconhecer que as conseqüências das ações e omissões passadas sempre acabam por nos alcançar - não apenas o governo, mas todos os brasileiros". Este texto deveria freqüentar todos os livros de educação básica no Brasil, de maneira que sirva como contribuição à efetiva educação e formação da consciência cidadã das novas gerações. Simplesmente brilhante.



    ResponderExcluir
  3. Homero, também adorei e é incrível que tenhamos levado 50 anos para conhecer estes fatos. Fico pensando que não sabemos de nada mesmo! Todos estes fatos que estão ocorrendo hoje só saberemos a verdade daqui a muitos anos, quando virarem história.

    ResponderExcluir
  4. Caríssimo, segue breve "resenha cinematográfica do carnaval"... Começando pelo domingo (depois de problemas de projeção na sala do cinema: 50 tons de cinza... Decepção total - me lembrou muito o Império dos Sentidos de 1979 (?) ou início dos 80...Um filme Pornô disfarçado de "Arte"....A se excluir lindas imagens de Seattle e um lindo voo de planador por aquelas bandas (entre Seattle e Vancouver, provavelmente), o restante péssimo, exageradamente sado-masoquista... Mas devem existir pessoas realmente assim, com esse ímpeto sinistro...A tirar pela quantidade enorme de livros vendidos... Bom, melhorando o astral, no telecine acabei vendo quase ao acaso o ótimo "O Quinto Poder" (The 5th Estate), com figurinhas bem carimbadas, como Laura Linney, Anthony Mackie e Stanley Tucci, e outras um tanto menos, como Benedict Cumberbatch (por coincidência, do "Jogo" e de Star Trek Além da Escuridão como o temerário "vilão"), e também Daniel Brühl (o Niki de RUSH)... Excelente elenco, não ?! Bom, e melhorando um pouco mais, finalmente consegui ir assistir ao maravilhoso "Relatos selvagens".
    Por coincidência ou não , quase fiquei sem vê-lo de novo, por uma inadequada e inoportuna suspeita de incêndio no ar condicionado - ufa !!! Que sufoco ! Tive vontade de "esfaquear a lanterninha", não antes de dinamitá-la, obviamente... rs rs rs ... Muito bom mesmo ! Eu esperava ainda um pouco mais, mas nada a dever ao que você já havia elogiado...
    Os 3 primeiros episódios, então, sensacionais (o Daniel no avião, o da estrada e o das "papas fritas a cavallo")...Valeu pela valiosa dica !!! Não é à toa que concorre a melhor filme estrangeiro - não é para menos....
    Infelizmente não seu ainda para ver nem o jogo da imitação, nem tampouco o do Stephen Hawkins...Mas sábado, se tudo correr bem, o American Sniper será "pule de dez"...rs rs rs - Saudações! A2

    ResponderExcluir