-

domingo, 8 de fevereiro de 2015

A Teoria de Tudo é Tudo de Bom

É um filme sobre o astrofisico Stephen Hawking, aquele acometido de esclerose lateral amiotrópica, autor do livro 'Uma Breve História do Tempo', que vendeu 10 milhões de exemplares pelo mudo.

Antes de mais nada, declaro: Não tem pra ninguém!! O tal Eddie Redmayne vai ganhar o Oscar de Melhor Ator, e posso afirmá-lo, mesmo não tendo visto mais nenhum candidato. Impressionante a caracterização do cientista, que aprendemos a admirar por todos os motivos. O relato começa la em 1963 quando ele começou a perceber a doença, e conheceu Jane Wilde.

O filme é baseado no livro dela, 'Minha Vida com Stephen', e sua adaptação concorre ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado. Jane é  uma heroína, que bancou a aposta em um casamento com um sujeito que tinha só dois anos de sobrevida, segundo o diagnóstico inicial, com todas as limitações que ele Já começava a ter, e ela sabendo que só iria piorar..

É tocante observar a degeneração da pessoa, ainda assim com dignidade.

Notem a incrível semelhança de Felicity Jones, que faz Jane, com a Mel Lisboa, da época em que fez Anita! Impressionante! Ela também concorre ao Oscar, mas para ela, eu teria que assistir às demais para dar um veredicto. Já 'Stephen' é pule de 10 (embora eu não saiba exatamente o que quer dizer isso). Não posso deixar de lembrar de Daniel Day Lewis, um pouco conhecido ator inglês que levou o Oscar por 'Meu Pé esquerdo' em 1979, na mesmíssima situação. Já vi esse filme antes!!

E o filme também concorre a Melhor Filme, por enquanto, o melhor que eu vi (os outros foram Wheeplash - excelente - e Grande Hotel Budapest - divertido e diferente). E a Melhor Trilha Sonora, realmente sensacional!!!

Foram vários os momentos em meus olhos ficaram marejados, assim como vários foram os momentos de sonoras gargalhadas, portanto, indiferente você não fica ao tentar aprender a teoria de tudo!!!

Um comentário:

  1. Marcelo Faissal Pinheiro11 de fevereiro de 2015 09:23

    Sobre Stephen Hawking:
    É um gênio.

    Sobre a expressão "pule de 10":
    Expressão muito usada no turfe para designar que o cavalo X é uma verdadeira barbada. Tal o favoritismo, é pule de devolução. Ou seja você joga R$ 10,00 e recebe os mesmo dez reais. O termo se generalizou para outros setores, mas sempre com o mesmo sentido.

    ResponderExcluir