-

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Por que não vamos lá fora e atravessamos a rua?

        
Post escrito em 2009, quando o fato virou quarentão.
Relembrado hoje porque mais uma vez ele foi lembrado
com os 4 Beatles andando no dilúvio de São Paulo
________________________
 
 ... disse ele a seus amigos.
         Essa pergunta, aparentemente bobinha e sem sentido, teria caído em esquecimento total e absoluto se fossem outros o lugar, os personagens envolvidos na cena, e o que aquele ato simples de atravessar a rua representaria para o mundo da música.

         O lugar:            Estúdios da EMI, em Londres
         O dia:              8 de agosto de 1969
         Ele:                  Paul McCartney
         Seus amigos:   John Lennon, George Harrison e Ringo Starr
         A proposta:      Atravessar em fila indiana a Abbey Road,
                                 ter o movimento registrado em fotografia,
                           e ter a fotografia estampada na capa 
do último disco dos Beatles,
                                 na minha opinião, o melhor de todos eles,
                                 não sem motivo, o mais vendido de sua carreira.
                  Estava a maior banda do mundo envolta em dúvidas sobre a capa e até mesmo sobre o nome do disco que estavam acabando de gravar. E era um disco especial, todos sabiam, John, nem tanto. Eles vinham de uma experiência que consideraram frustrada, o projeto Get Back, em que haviam embarcado numa idéia de volta às origens, e abandonado a batuta de George Martin, o grande produtor e mentor de seus discos até então. Só eles mesmos para ficarem frustrados com aquilo que viria a se tornar o último disco LANÇADO dos Beatles, que acabou levando o nome de Let It Be. Fiz questão de capitalizar o particípio qualificativo acima, para distingüi-lo de GRAVADO, que é o que se aplica àquele disco sobre o qual pairava a dúvida da capa, e sobre o qual, aliás, não vou falar aqui, deixo para falar à época do aniversário de 40 anos de seu lançamento, em setembro. Quem faz ‘entaniversário’ agora é a foto da capa, e é sobre ela que versa este pequeno ensaio.
                  Estava praticamente combinado que eles voltariam a aparecer na capa, como somente haviam deixado de fazer no último LP de estúdio, o famoso The Beatles, conhecido como Álbum Branco, pela total ausência de cor, inclusive no nome, que aparecia em alto relevo. Afora aquele álbum, todos os demais traziam a imagem deles na capa, fosse em foto ou desenho, e era bom para registrar as mudanças de visual do grupo: naquele verão de 1969, John, Ringo e George ostentavam grande cabeleira, e grossas barbas. Somente Paul, que nunca foi adepto do estilo cabelão, sempre optou por um visual mais comportado, estava de cara limpa, sem barba ou bigode. Aliás, até mesmo porque estava morto ... hehehe  ... depois explico.
         Restava saber aonde tirar a foto. Por uns bons dias, pensou-se em chamar o álbum de Everest, muito devido a uma marca de cigarros fumados incessantemente pelo engenheiro de som Geoff Emerick (que ganharia o Grammy por seu magnífico trabalho naquele disco). E chegou-se a fazer planos para ir ao próprio Everest para tirar a foto, mas a produção seria muito complicada. Dinheiro não era problema, mas acabaria atrasando o cronograma de lançamento do disco. Pensando bem, até que o local seria bastante apropriado, pois era o topo do mundo, exatamente aonde os Beatles se encontravam: no topo do mundo do entretenimento, não havia ninguém mais poderoso que eles.
                    Foi então que Paul, em sua genial simplicidade, fez a proposta título e o sketch ao lado. De uma idéia que certamente custaria algumas milhares de libras foram a outra que custaria praticamente zero, mas que acabaria tendo efeito infinitamente maior. Proposta aceita, foi convocado o fotógrafo Iain Mcmillan, que estava de plantão, e saíram do estúdio. A produção teve alguma dificuldade para parar o trânsito, o fotógrafo subiu em uma pequena escada e tirou meia dúzia de fotos. Paul escolheu a que mais lhe agradou. Era a prerrogativa de quem dera a idéia. Estava decidida e realizada mais uma capa Beatle. E o disco foi também nomeado Abbey Road, em homenagem à casa que os abrigara nos últimos sete anos, palco de muitas revoluções musicais.
                 

No post http://blogdohomerix.blogspot.com.br/2013/08/paul-is-dead.html, eu conto o que fãs 'enxergaram por detrás da foto!!!

5 comentários:

  1. Incrível Homerix!! esse disco e local é significativo, quando for a Londres é
    passagem obrigatória. Que pesquisa...
    como você é detalhista. Parabéns, Homero.

    ResponderExcluir
  2. Parece que tudo que era possível se falar sobre o álbum Abbey Road já foi falado, até por que já fazem 44 anos que o disco foi lançado. Mas estamos vendo que não é verdade. Em se tratando de Beatles, existe sempre novos fatos a serem revelados e debatidos. Afinal de contas: O sonho não acabou.

    ResponderExcluir
  3. SHOW, SHOW, SHOW!!! Parabéns, Homero!

    ResponderExcluir
  4. Pesquisando no Google images vi umas fotos interessantes:
    1) Os quatro esperando do lado direito da foto para atravessar;
    2) Eles atravessando da direita para a esquerda;
    3) Eles atravessando da esquerda para a direita mas com as passadas em descompasso, provavelmente ensaiando.
    4) Várias paródias da famosa foto com outros personagens (os simpsons, star wars) ou mesmo os Beatles em desenho.

    ResponderExcluir
  5. Mais imagens da IMAGEM:
    1) Neste site algumas fotos do "making of" da famosa capa.
    http://www.vintag.es/2012/07/rare-behind-scenes-photos-from-abbey.html

    2) Foto dos 4 indo "na contramão":
    http://www.liverpoolecho.co.uk/news/liverpool-news/rare-back-front-image-beatles-3344908

    ResponderExcluir