-

terça-feira, 26 de maio de 2015

Band News FM - 10 Anos de Qualidade













































2 comentários:

  1. Homerix,

    Muito boa essa postagem. A equipe da Band é de primeira, e muito consistente e coerente há muitos anos, desde a Rádio Bandeirantes, que o meu pai ouvia e me estimulava a escutar e analisar programas como O Trabuco, do saudoso Vicente Leporace; ou o noticiário do programa Primeira Hora, fonte brasileira de notícias confiáveis; ou as transmissões de jogos de futebol pelo Fiori Gigliotti ou o Flávio Araújo, com os comentários do Mauro Pinheiro ou do Barbosa Filho.

    Parabéns à Band, e à Rede Bandeirantes, pelo feito histórico, com muito mais de 10 anos de êxitos.

    ResponderExcluir
  2. Homerix,

    Ao apreciar amistoso de hoje, me bateu uma saudade dos comentaristas da Rádio Bandeirantes, como o saudoso Mauro Pinheiro, quem certamente não comentaria lambanças como as publicadas no site http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2015/06/07/de-volta-ao-brasil-apos-7x1-e-sem-neymar-brasil-vence-mexico-sem-sustos.htm#comentarios, que em poucas linhas comenteu vários equívocos.

    Veja: "Depois de oito jogos da nova era Dunga e quase um ano após o vexame do 7 a 1, a seleção finalmente voltou a jogar no país, e sem a sua maior estrela. Liberado para a festa do título da Liga dos Campeões em Barcelona, Neymar nem fez tanta falta para o Brasil, que diante de um México B venceu por 2 a 0 sem levar grandes sustos.

    Os gols foram marcados no primeiro tempo por Philippe Coutinho e Diego Tardelli. Fred, que substituiu Neymar, não brilhou intensamente, mas contribuiu para um jogo ágil e decidido da equipe de Dunga.".

    Não foi o retorno da seleção após o vexame dos 7x1, pois na seqüência daquela malograda copa, no mais amplo sentido, a seleção jogou em território brasileiro, na disputa pelo terceiro lugar, e sofreu, outra acachapante derrota por 3x0 para o selecionado holandês.

    Assisti a partida completa e, honestamente, não vi o "um jogo ágil e decidido da equipe de Dunga", mas uma partida entre duas equipes niveladas por baixo, em jogo de baixa qualidade. Dos pouquíssimos momentos de destaque, o golaço do Philippe Coutinho, resultado de pura inspiração individual. No gol do Tardelli, a falha grosseira do zagueiro mexicano Rafa Marquez. Ao meu ver, o êxito e a reputação de um comentarista se faz pela coerência e pelo componente de crítica dos comentários, que não me parece o caso.

    ResponderExcluir