-

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Aborto, hoje, de novo!

Heloísa, que reportagem ultrajante a do Fantástico hoje, mais um serviço à população, com a denúncia do descaramento dos profissionais da morte disfarçados de médicos, que praticam aqueles assassinatos. Sobre ela, tenho duas dúvidas:
 
Sobre esse tipo de reportagem denúncia, com gravação de imagens, o Fantástico ou o JN seguem monitorando os acontecimentos? Há prisões, processos? Há diminuição das ilegalidades explícitas? Lembro-me especificamente de uma sobre manipulação de remédios encomendada por 'médicos' mancomunados com os 'farmacêuticos, até incluí um elogio numa das minhas 'reportagens'. Está nos planos de vocês dar um follow-up?
   
Bem, vou aproveitar para reviver meu papel de crítico global. Felizmente não para criticar, quer dizer, apenas levemente, afinal vou usar uma coisa que achei no mínimo imprópria, para tentar melhorá-la. Explico.
 
Tenho assistido 'Passione' capítulo sim, três capítulos não, mas o suficiente para acompanhar a trama, como sempre ocorre em novelas. Vi que a coisa ia se encaminhando para um aborto, e torci para que não ocorresse. No fim, aconteceu, então espero que tudo seja bem colocado para que se entenda o absurdo que é tomar uma decisão como essa. Não pode ficar só no 'quase morreu, tadinha...'.
 
Nas nossas leituras dominicais, escolhe-se aleatoriamente um entre vários livros, e uma entre inúmeras páginas daquele livro, e o tema que saiu hoje foi justamente a interpretação que o Espiritismo dá a esse trágico episódio que tão tristemente se repete.
 
Aí veio em minha mente 'Escrito nas Estrelas', que felizmente está fazendo muito sucesso. Pena que posso ver muito menos, mas também dá pra acompanhar. Sei que estão passando uma mensagem muito boa, de muita paz, que está sempre associada a essa nossa crença. Acho que se pode aproveitar o que aconteceu na novela das 8 e criar alguma cena na novela das 6 para explicar o que acontece com aquele pobre espírito que não teve o direito de nascer (ih, nome de novela!) e ter a oportunidade de aprender na existência que lhe foi brutalmente interrompida. De repente, pode até haver uma menção cruzada, já que as duas novelas são contemporâneas, quem sabe?
 
Bem, era isso!!!
 
Grande abraço e beijinho nas crianças.