-

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Yes, They Could!

5 de novembro de 2008, 2:40 Horário de Brasília.
Mr. John McCain acaba de admitir num hotel em Phoenix, Arizona a vitória de Mr. Barack Obama, o 44• Presidente dos Estados Unidos da America.
Discurso bonito, em que ofereceu ajuda ao primeiro afro-americano a disputar a presidência da maior nação do mundo, tem-se que admitir.
Câmera muda para Chicago, Grant Park, onde mais de cem mil americanos mostram suas sorridentes faces, morenos, loiros, ruivos, carecas, rastafaris, jovens, velhos, amarelos, brancos e negros gritando "Yes We Can" e "Obama", aguardando a presença do vencedor no palanque para proferir o discurso da vitória. Uma face se destaca, a do Senador (ou ex-senador) Jesse Jackson, como se fosse uma pessoa comum, sua expressão é séria, seus olhos, brilhantes, lágrimas silentes escorrendo pelas faces. Mais tarde, ele falará o que passava por sua mente, mas certamente, lembrava-se de Martin Luther King Jr., morto há exatos 40 anos por defender uma igualdade racial, uma luta que hoje possibilita este grandioso momento.
                             
2:57 ... Entra Obama, e família.
Belo e sereno discurso, em que lembra as minorias. Mais lágrimas, emoção, quando passeia pela história do mundo, vista pelos olhos de uma negra senhora de 106 anos, que eu não captei quem era. A cada grande momento dessa história, ele bradava "Yes We Can" e o povo repetia "Yes We Can". Marcante. Sem dúvida, um grande momento da história do mundo.                           

3:14 ...  Yes, they could!
Que bom que fiquei acordado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário